Connecting companies and creating business

Notícias

Embrapa Cerrados encerra o 3º Teste de Desempenho de Touros Jovens

Data da publicação: 13/06/2017

O 3º Teste de Desempenho de Touros Jovens (TDTJ), promovido pela Embrapa Cerrados (Planaltina-DF), em parceria com ACZP (Associação dos Criadores de Zebu do Planalto) e AGCZ (Associação Goiana de Criadores de Zebu), iniciado em julho de 2016, foi encerrado em maio. Na última sexta-feira (09) foi realizada reunião técnica com os criadores para divulgação dos resultados, avaliação e aprimoramento da prova.

 

 

A realização do TDTJ na Embrapa Cerrados é uma forma de tornar o Distrito Federal referência e protagonista no cenário nacional de avaliação de touros jovens, como também contribuir para a disseminação de genética de qualidade aos pecuaristas brasileiros, principalmente os da região Centro-Oeste.

Participaram do 3º TDTJ 58 touros jovens da raça Nelore e 19 da raça Guzerá. Os animais são oriundos de 25 criatórios de Goiás, São Paulo, Tocantins e Mato Grosso, além do Distrito Federal. Dos touros Nelore, 12 foram classificados na categoria Elite, 19 na Superior, 14 na Regular e 13 na Inferior. Entre os animais da raça Guzerá, três tiveram a classificação de Elite, sete de Superior, sete de Regular e dois de Inferior.

O animal classificado em primeiro lugar na categoria Elite, na raça Nelore, foi o Bacheiro Nelore do Oeste, da Fazenda Buritizinho, de Damianópolis (GO). Os touros classificados em segundo e terceiro lugar são o Agravado FIV FVC e Aguaceiro FIV FVC. Ambos da Fazenda Vera Cruz, de Barra do Garças (MT). Os três animais da raça Guzerá classificados como Elite foram os touros Tiete, Tenor S e Tenaz S.

 

 

Reunião – Onze criadores de sete fazendas do Distrito Federal e de Goiás participaram da reunião que ocorreu na sexta-feira passada (09). O pesquisador da Embrapa Cerrados Eduardo Eifert e o técnico Marcos Costa falaram sobre os objetivos do TDTJ e sobre a utilidade das informações obtidas nas avaliações feitas durante a prova para os programas desenvolvidos pelos pecuaristas.

 

Essa foi a segunda reunião entre os pecuaristas e equipe técnica da Embrapa. A primeira foi realizada em fevereiro para adequação da prova. Na ocasião foi constatado o baixo desempenho dos animais em função da qualidade da pastagem. “A partir daquela data fizemos ajustes na suplementação animal para compensar a perda da pastagem e manter o índice de ganho de peso. Com as alterações que fizemos, não ocorrerá mais esse problema”, garantiu o técnico Marcos Costa.

Para a pecuarista Raquel Caputo a oportunidade de acompanhar a evolução das provas é muito importante.  “As reuniões de avaliação permitem à adequação do programa. É uma prova nova na região em que são necessárias algumas correções. Precisamos incentivar que outros criadores participem para fortalecê-la”, disse. Na Fazenda Mineira, no Gama (DF), ela cria 77 animais com o objetivo de vendê-los como reprodutores.

 

 

O resultado da classificação final da prova não foi o mais importante para o pecuarista Luciano Bonfim, da Fazenda Paineiras, localizada em Trindade (GO). Mesmo sem ter tido animais classificados nas categorias Elite e Superior, ele continuará mandando seus touros para os futuros testes. “Tive quatro animais na prova e eles não foram bem esse ano. Esse resultado é bom para eu ver em que posso melhorar e no próximo teste trazer animais mais competitivos”, afirmou.

Prova - O 3º TDTJ englobou a prova de ganho em peso a pasto, com duração de 294 dias, sendo 70 dias de adaptação e 224 dias de prova efetiva. Durante todo o teste, os animais foram mantidos em pastagens renovadas por sistema de Integração Lavoura-Pecuária, sendo suplementados apenas com mineralização adequada para a categoria animal e época do ano. Os animais de ambas as raças participaram do mesmo manejo e da mesma avaliação.

O 3º TDTJ foi finalizado no dia 16 de maio, com a sexta e última pesagem dos touros. Os animais participarão do 1º Teste de Eficiência Alimentar (em confinamento), que ocorrerá em Goiânia (GO), em data ainda a ser definida. A prioridade de vagas será para os animais classificados nas categorias Elite e Superior, porém, havendo disponibilidade e interesse do criador, os animais das demais categorias também poderão participar do teste.

Fonte: Agrolink Outras notícias

INDICADORES

Valor Var(%) Valor Var(%)
Açucar R$ 55,07/sc 0,49% Algodão R$ 236,30/lp -0,03%
Arroz R$ 36,41/sc -0,08% Bezerro R$ 1,19/cab 0,00%
Boi R$ 140,10/@ -1,06% Café R$ 446,29/sc 0,14%
Milho R$ 31,73/sc 0,92% Soja R$ 71,81/sc 0,62%
Fonte: Cepea - Atualizado em: 20/10/2017

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as novidades.