Acordo Mercosul-UE irá aumentar exigências sobre a pecuária brasileira

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) lançou o Comitê Executivo Pecuário na última quarta-feira (07), em Brasília. O grupo será formado pela entidade, Federações estaduais e pecuaristas para estreitar o relacionamento e discutir estratégias para o desenvolvimento da pecuária.

O presidente da CNA, João Martins, destacou que o acordo Mercosul-União Europeia vai criar um novo parâmetro para a pecuária brasileira. “As exigências vão se multiplicar algumas dezenas de vezes e, mais do que nunca, precisamos estar à disposição dos pecuaristas para ajudá-los a se prepararem para esse novo momento do mercado internacional”, disse João Martins na abertura do evento.

Segundo o presidente da Comissão Nacional da Bovinocultura de Corte da CNA, Antonio Pitangui de Salvo, o Comitê pretende promover uma interação com os pecuaristas para levantar os principais pleitos da cadeia. “A gente sabe que uma das coisas onde somos mais competitivos é a carne bovina. Precisamos estar juntos para enfrentar os nossos concorrentes internacionais para que a gente continue ganhando e continue tendo a melhor, mais farta e mais saudável carne de todo o mundo”, afirmou.

O encontro também contou palestras sobre as ações desenvolvidas pela CNA para a pecuária de corte, feitas pelo superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, o presidente do Instituto CNA, Roberto Brant, e a coordenadora de Relações Internacionais da CNA, Camila Sande.

O coordenador de Inovação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Matheus Ferreira, apresentou as iniciativas da entidade voltadas para a bovinocultura de corte, com foco na Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) e no Centro de Excelência em Pecuária de Corte. Outro destaque foi uma exposição sobre o atual cenário político e os impactos na pecuária de corte, com Alcides Torres da Scott Consultoria.

Também estiveram presentes no evento o 1° vice-presidente da CNA, Roberto Simões, o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), Humberto Miranda, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Mauricio Saito, e o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara.

Aprovação – Os pecuaristas que participaram do lançamento do Comitê Executivo Pecuário destacaram a importância da iniciativa. Para eles, o grupo vai unificar as demandas do setor e favorecer o crescimento do segmento.

“A CNA, sendo um órgão nacional, conseguirá juntar os pecuaristas para pensarem como podem interferir na política brasileira para ter um melhor comércio internacional, para agregar valor ao seu produto e ao ativo ambiental também, que é uma riqueza dentro das propriedades”, declarou Caio Penido, da Agropecuária Roncador, de Mato Grosso.

Para o pecuarista Cristiano Soares, da AgroSB, o Comitê vai mostrar a sustentabilidade do setor. “Hoje a pecuária brasileira é a mais sustentável do mundo. Temos uma biodiversidade imensa e uma integração lavoura-pecuária que ninguém consegue fazer”.

Postagem: Marina Carvejani
Autor: DATAGRO
Fonte: DATAGRO

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.