ADM e Marathon celebram início das operações da joint venture de soja

ADM e Marathon celebram início das operações da joint venture de soja
Imagem: Pixabay

A produção teve início na unidade de processamento de soja Green Bison em Spiritwood, uma joint venture entre a gigante global do agronegócio Archers Daniels Midland (ADM) e a refinaria norte-americana Marathon Petroleum.

A primeira usina e refinaria dedicada ao esmagamento de soja na Dakota do Norte, o complexo de US$ 350 milhões no parque industrial da Spiritwood Energy Park Association, visa atender à crescente demanda por combustível renovável, mais especificamente, o diesel verde renovável, conforme anunciado pelas empresas em 14 de novembro.

A ADM possui uma participação de 75% no empreendimento, enquanto os 25% restantes pertencem à Marathon Petroleum.

Biorrefinaria da ADM e Marathon impulsionam produção de diesel verde renovável

Com uma capacidade de processamento de 150.000 bushels/dia de soja. As empresas afirmaram que o complexo produzirá aproximadamente 272.155 toneladas/ano de óleo de soja refinado. A produção de cerca de 284 milhões de litros/ano de diesel verde renovável destina-se a este óleo.

“O crescimento contínuo da demanda por diesel verde renovável é uma oportunidade transformadora. Isso beneficia o setor de sementes oleaginosas, os produtores e amplia a pegada sustentável do transporte”, afirmou Greg Morris, presidente do negócio de Ag Services & Oilseeds da ADM.

Enquanto isso, a joint venture de diesel renovável da Marathon Petroleum, localizada em Martinez, Califórnia, espera atingir capacidade total de 2,7 bilhões de litros/ano até o final do ano. A revista Biomass divulgou a informação.

A biorrefinaria atingiu a capacidade total de produção da Fase I. Essa fase, desenvolvida em parceria com a produtora finlandesa de combustíveis renováveis Neste, alcançou 984 milhões de litros/ano. O relatório de 31 de outubro indicou que o marco foi registrado no primeiro trimestre deste ano.

No início deste ano, a Fase II começou suas atividades. O objetivo é adicionar uma unidade de pré-tratamento de matéria-prima. Além disso, buscam aumentar a capacidade para sua totalidade, como mencionado pela revista Biomass.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.