ADM e Syngenta se unem em projeto de sementes oleaginosas para atender à crescente demanda por matéria-prima para biocombustíveis

ADM e Syngenta se unem em projeto de sementes oleaginosas para atender à crescente demanda por matéria-prima para biocombustíveis
Imagem: Pixabay

A ADM, uma gigante global do agronegócio, uniu-se ao Syngenta Group, um produtor suíço de sementes e proteção de cultivos. O objetivo da parceria é aumentar a disponibilidade de sementes oleaginosas de próxima geração. Essas sementes terão baixa intensidade de carbono e variedades melhoradas. Tudo isso visa atender à crescente demanda por matérias-primas para biocombustíveis.

As empresas assinaram um memorando de entendimento (MoU) para intensificar a pesquisa em sementes oleaginosas e sua comercialização, como anunciado pela ADM em 28 de setembro.

Espera-se que essa parceria contribua para atender à crescente demanda por biocombustíveis e outros produtos sustentáveis, de acordo com as empresas.

A ADM destacou que trará sua escala global e experiência logística para essa parceria, incluindo capacidades de produção e armazenamento, uma extensa rede logística e relacionamentos com produtores e clientes em diversos setores.

As capacidades de pesquisa e desenvolvimento da Syngenta fornecerão suporte biotecnológico, tratamentos de sementes e produtos biológicos que reduzirão ainda mais a intensidade de carbono das culturas.

ADM e Syngenta expandem parceria para desenvolver culturas de cobertura para biocombustíveis sustentáveis

A camelina era uma das culturas que as empresas estavam buscando expandir, afirmou a ADM.

“Este memorando de entendimento com a Syngenta demonstra nossa colaboração com parceiros. Estamos integrando a cadeia de valor para apoiar tecnologias de sementes”, disse Greg Morris, presidente do negócio de Serviços Agrícolas e Sementes Oleaginosas da ADM.

“Ele se baseia em nossas capacidades e cria um caminho para ampliar o processamento de culturas de cobertura, um processo que já testamos com sucesso.”

O trabalho começaria na América do Norte, conforme anunciado por Justin Wolfe, presidente da Syngenta Global Seeds.

Atualmente, as empresas expressaram seu desejo de formar parcerias com outras entidades para apoiar a criação, comercialização e processamento de sementes oleaginosas de próxima geração. Ambas também têm planos de assinar acordos definitivos até o final do ano.

A demanda global por biocombustíveis, incluindo o SAF, deve aumentar em 35 bilhões de litros/ano – ou 22% – entre 2022 e 2027, de acordo com a International Energy Association.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários. *Estamos de férias coletivas e voltaremos às atividades dia 04/01/2024. Boas festas!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.