Aumento dos custos de transporte de milho e soja no Golfo – EUA

Aumento dos custos de transporte de milho e soja no Golfo - EUA

No terceiro trimestre do ano passado, houve um aumento nos custos totais de transporte de milho e soja pela rota do Golfo dos EUA, em comparação com o trimestre anterior. Essa mudança foi detalhada em um relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Em contraste, os custos na rota do Noroeste do Pacífico (PNW) para ambas as commodities registraram uma leve queda.

De acordo com o Relatório de Transporte de Grãos do USDA, os custos de transporte de grãos a granel de Minneapolis para o Japão através do Golfo aumentaram significativamente. Observou-se um aumento de 21,6% nos custos, passando de uma média de US$ 83,43 para US$ 101,50 por tonelada. Este aumento deveu-se principalmente a um salto de quase 104% nas tarifas de barcaça, que subiram de US$ 17,68 para US$ 35,99 por tonelada. As tarifas de caminhão também apresentaram um aumento, de US$ 14,19 para US$ 14,75 por tonelada, o que representa um crescimento de 3,9%. Por outro lado, as tarifas de frete marítimo experimentaram uma redução de 1,5%, caindo de US$ 51,56 para US$ 50,76.

No terceiro trimestre, os custos de transporte foram 22% menores que no ano anterior, apesar de restrições no Rio Mississippi e vendas lentas de exportação. Relatório de 4 de janeiro.

Desafios e oportunidades no transporte de grãos: Análise das rotas e custos nos EUA

Os embarques de soja pela rota do Golfo sofreram uma redução significativa de 25%, totalizando 3,7 milhões de toneladas. Estes representaram 77% do total de inspeções de soja. Além disso, as inspeções de milho no Golfo no 3º trimestre de 2023 foram de 4,4 milhões de toneladas, uma redução de 25% em relação ao ano anterior, correspondendo a 65% do total.

Na semana que terminou em 28 de dezembro de 2023, os grãos inspecionados somaram 69,8 milhões de bushels, apresentando uma redução semanal de 36%, anual de 19% e 39% abaixo da média trienal. Adicionalmente, os Estados Unidos exportam aproximadamente um quarto de seus grãos produzidos, incluindo quase 45% do trigo, 50% da soja e 20% do milho.

Em 2019, cerca de 55% das remessas de grãos de exportação dos EUA passaram pela região do Golfo. Por outro lado, tarifas ferroviárias e marítimas reduzidas contribuíram para a diminuição dos custos de transporte de Minneapolis ao Japão pela rota PNW. Por exemplo, o milho teve uma redução de 2,1% no custo, enquanto a soja reduziu 1,4% no terceiro trimestre de 2023. As tarifas ferroviárias diminuíram 3% para milho e 2% para soja, enquanto as tarifas marítimas caíram 3,25%. Entretanto, os custos trimestrais de transporte por caminhão para ambas as commodities aumentaram 3,9%.

Comparando com o ano anterior, a rota PNW registrou uma queda significativa nos custos totais de transporte de milho e soja, com reduções de 16,5% e 15,6%, respectivamente.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.