Biotina e sua importância na Alimentação de Vacas Leiteiras

Para a John Deere, a tendência é de que os resultados sejam semelhantes aos registrados em 2015. Tratores e colheitadeiras são os produtos mais procurado.
“Este ano percebe-se a retomada dos negócios e acreditamos que nos dois próximos anos teremos resultados ainda melhores”, comenta o gerente regional de vendas da John Deere, Tangleder Lambrecht.

O incremento da dieta de vacas leiteiras deve ser uma preocupação constante do produtor. Estudos demonstram melhora na saúde e na produção dos animais quando sua alimentação passa por um “ajuste fino”, com o emprego de novas tecnologias, entre elas: minerais orgânicos, aminoácidos protegidos e vitaminas específicas. O seu uso fornece ao rúmen um ambiente mais equilibrado e favorável ao desenvolvimento da microbiota ruminal, permitindo que animais de boa genética expressem todo seu potencial.
 
A biotina é uma vitamina hidrossolúvel do complexo B, também denominada de vitamina H. Ela atua como cofator enzimático em diversas reações do metabolismo como: respiração celular, lipogênese, gliconeogênese, metabolismo de aminoácidos e também está ligada, por suas enzimas dependentes, ao metabolismo de propionato, que é a fonte de energia para a produção de leite.
 
Dietas com alta inclusão de concentrados diminuem proporcionalmente a suplementação de biotina, já que grãos têm baixa concentração dessa vitamina e o meio ruminal mais ácido também dificulta sua síntese. Dessa forma torna-se fundamental suplementação de animais de alta produção com biotina.
Um dos estudos de avaliação da suplementação de biotina foi realizado por Zimmerly e Weiss em 2011. Dentre os resultados obtidos o que mais chamou a atenção, num grupo testado de 45 animais, foi o incremento de até 7% na produção de leite.
 
Sua suplementação também é muito importante para síntese de queratina, proteína estrutural da epiderme do casco, ou seja, ela é um fator essencial para a substância cimentante intracelular, fazendo a ligação entre os folhetos de queratina do casco (Muling et al 1999).
 
Com esses resultados e a evidência de seus benefícios, a biotina vem sendo amplamente utilizada na suplementação de dietas de vacas leiteiras, conferindo maior saúde aos cascos dos animais, proporcionando longevidade e aumento na produção.
 
Para atender essa necessidade, a QUIMTIA S/A lançou o NUVILEITE PREMIUM MB. Núcleo vitamínico mineral, formulado como ingredientes de alta tecnologia para atender as demandas e constantes desafios de vacas leiteiras de alta produção. Dentre os principais ingredientes podemos citar: biotina, zinco orgânico, tamponante ruminal e ionóforo.

 

Fonte: Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.