Brasil e China discutem parcerias para uma agricultura ambientalmente responsável

Brasil e China discutem parcerias para uma agricultura ambientalmente responsável
Imagem: Pixabay

A delegação do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) participou, nessa terça-feira (5), em Dubai, do painel China-Brasil sobre Agricultura Sustentável (Sustainable Agriculture and Green Supply Chain), organizado pelo governo chinês durante a COP 28. A atividade reuniu especialistas e autoridades dos dois países para discutir a participação de ambos na construção do futuro para a agropecuária de baixo carbono.

Os países destacaram a relevância de uma abordagem conjunta diante dos desafios globais. A parceria Brasil-China emerge como força motriz para um futuro ambientalmente responsável. Ambas as nações afirmam que investir em tecnologias sustentáveis, conforme o Plano ABC+, juntamente com estratégias de proteção ambiental e promoção da biodiversidade, é crucial. Associar essas medidas às estratégias transparentes no processo produtivo torna-se essencial para futuras relações comerciais.

Brasil e China reforçam cooperação em compromissos ambientais e desenvolvimento sustentável

Representando o Mapa, a secretária de Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Irrigação e Cooperativismo, Renata Miranda, destacou, então, a importância da cooperação entre Brasil e China na integração dos compromissos ambientais em seus modelos de negócio. “As discussões desta conferência demonstram que não resolveremos os desafios climáticos unilateralmente. Este diálogo entre Brasil e China serve de exemplo para o mundo de como estabelecer uma relação comercial baseada num modelo de desenvolvimento realmente sustentável, em todos seus pilares”.

Em sua fala, Renata censurou medidas unilaterais que prejudicam comunidades locais e economias globais, reforçando o compromisso do Brasil com a sustentabilidade. Destacou também o empenho do Mapa com as questões ambientais, que ganharão ainda mais transparência com a plataforma AgroBrasil+Sustentável, que visa dar transparência aos dados de conformidade legal e práticas sustentáveis da produção agropecuária.

Wang Yi, especialista chinês em mudanças climáticas, reforçou, então, que o Brasil é um fornecedor global que respeita o meio ambiente. Ele destacou, assim, a parceria de longo prazo entre Brasil e China, enfatizando a possibilidade de construir um futuro sustentável juntos.

O especialista, por conseguinte, destacou o papel crucial das instituições financeiras na promoção da sustentabilidade. Elas impulsionam, desse modo, a produção orgânica e certificações, garantindo rastreabilidade para o comércio internacional.

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.