China: aprovação de 51 novas variedades GM de milho e soja sinaliza mudanças no setor agrícola

China: aprovação de 51 novas variedades GM de milho e soja sinaliza mudanças no setor agrícola
Imagem: Pixabay

O governo chinês aprovou 51 novas variedades geneticamente modificadas (GM) de milho e soja, segundo informações da Agri Pulse.

Embora as 51 aprovações – 14 variedades de soja e 37 variedades de milho – anunciadas pelo Comitê Nacional de Aprovação de Variedades de Cultivo da China sejam preliminares, espera-se que elas também permitam que os produtores chineses comecem a usar a tecnologia que os agricultores norte-americanos vêm usando há décadas para erradicar pragas, reduzir o uso de pesticidas e aumentar a produtividade, informou o relatório de 25 de outubro.

Com as aprovações abertas até 15 de novembro, espera-se que os agricultores comecem a plantar as variedades recém-aprovadas no próximo ano, de acordo com o relatório do escritório de Pequim do Serviço Agrícola Estrangeiro (FAS) e do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Aprovação de variedades transgênicas de milho e soja

“Uma vez finalizadas, as variedades de milho e soja transgênicos listadas poderão ser plantadas em áreas aprovadas, aproximando (a China) do cultivo comercial completo de milho e soja transgênicos”, disse o FAS no relatório de 24 de outubro. “Contudo, nos próximos anos, é provável que programas-piloto aprovados pela China sejam a única opção para o plantio de variedades transgênicas de milho e soja, limitando assim a escala de plantio em 2024.”

Embora seja um desenvolvimento importante na mudança de posição do país em relação à aceitação da tecnologia transgênica, não ficou claro se as novas aprovações resultariam em novos negócios significativos para as empresas internacionais de sementes, de acordo com fontes do setor citadas pela Agri Pulse.

“De modo geral, são boas notícias… a China está aceitando novas tecnologias, mas não é a nossa tecnologia”, disse um representante não identificado do setor.

“A biotecnologia agrícola ainda está na lista negativa da China para investimentos domésticos estrangeiros, o que significa que os países estrangeiros não podem produzir sementes ou mesmo licenciar tecnologia de sementes para uso em fazendas chinesas.”

Os desafios da aprovação de sementes na China e o impacto nas empresas internacionais

A China possuía dois processos de aprovação distintos. Um dos acordos tinha foco em aspectos internacionais. O segundo estava direcionado a empresas chinesas dedicadas à produção doméstica de sementes. Essas informações constam no relatório da Agri Pulse.

A China busca aumentar a produção através da biotecnologia. No entanto, os caminhos de aprovação não se cruzam, salvo no caso da Syngenta, vinculada à estatal ChemChina.

Das 51 variedades recém-aprovadas, a China National Seed Group, uma unidade da Syngenta, produziu quatro.

As recentes aprovações ressaltaram que o processo nos EUA não parou a Syngenta. No entanto, as regulamentações chinesas bloquearam aprovações globais para as sementes, conforme indicado no relatório.

Atualmente, o Comitê Nacional de Biossegurança Agrícola da China está avaliando variedades biotecnológicas de empresas internacionais como BASF, Bayer e Corteva para possível aprovação.

Cinco variedades estavam aguardando a aprovação do certificado final depois de ficarem suspensas por três a oito anos, escreveu a Agri Pulse.

O relatório indica que, na semana anterior à sua emissão, a China concedeu sua aprovação final para uma variedade de canola da BASF. A empresa havia apresentado essa variedade pela primeira vez em 2017.

Fonte: Oils & Fats Internacional

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.