Chuvas fora de época e granizo prejudicam safras na Índia



Imagem: Pixabay


Chuvas fora de época e tempestades de granizo danificaram safras plantadas no inverno, como o trigo, nas férteis planícies do norte, centro e oeste da Índia, expondo milhares de agricultores a perdas e aumentando o risco de mais inflação nos preços dos alimentos.

Chuvas torrenciais no domingo e na segunda-feira atingiram Punjab, partes de Haryana de Uttar Pradesh e o estado de Madhya Pradesh, que respondem pela maior parte da produção de trigo na Índia, o maior produtor mundial depois da China, arrasando plantações e inundando fazendas.

{module Form RD}

Os rendimentos mais baixos das safras reduzirão a produção de trigo da Índia pelo segundo ano consecutivo, tornando difícil para a estatal Food Corporation of India sustentar seus estoques esgotados.

Um aumento repentino nas temperaturas atingiu a safra de trigo no início deste mês. No ano passado, uma onda de calor cortou a produção de trigo do país, forçando a Índia a impor uma proibição para acalmar os preços locais, já impulsionados pela oferta limitada da região do Mar Negro devido à invasão da Ucrânia pela Rússia.

A safra de trigo parecia promissora até o início de março, quando o clima se tornou desfavorável devido ao aumento das temperaturas, disse Ramandeep Singh Mann, um agricultor do estado de Punjab, no norte.

“Agora, as chuvas e o granizo achataram a colheita. É um golpe duplo para nós”, disse Mann.

Depois de um período de seca, chuvas prematuras e granizo começaram a atingir as plantações semeadas no inverno na semana passada, pouco antes do início da colheita.

A maioria dos agricultores foi pega de surpresa pelas repetidas chuvas e granizo que castigaram os campos cheios de safras maduras, levantando preocupações sobre degradação da qualidade.

“As chuvas acabaram com nosso investimento em colheitas e estamos enfrentando grandes perdas”, disse Buddha Singh, de Uttar Pradesh, o maior estado produtor de trigo da Índia.

Chuvas e granizo também atingiram as plantações de grão-de-bico e batata, disseram os agricultores. Isso poderia reduzir a produção e aumentar a inflação de alimentos, que o governo e o banco central vêm tentando conter.

Embora seja muito cedo para saber a extensão dos danos, o governo está avaliando a situação e tentará ajudar os agricultores, disse um alto funcionário do governo, que não quis ser identificado de acordo com as regras oficiais.

Fonte: Mayank Bhardwaj | Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.