Conhecemos mais sobre a legislação europeia de importação do que eles mesmos, diz CNA

Conhecemos mais sobre a legislação europeia de importação do que eles mesmos, diz CNA
Imagem: Pixabay

A CNA participou, de 16 a 20 de outubro, de uma missão à Europa, promovida pelo Programa de Imagem e Acesso a Mercados do Agronegócio Brasileiro (Pam Agro) da Apex-Brasil, para apresentar a sustentabilidade do agro e buscar oportunidades de negócios para o setor no continente.

O grupo teve programação em Roma, na Itália, e Paris, na França, onde participou de reuniões com governo, setor privado e representantes de associações de produtores locais. Ainda assim, Felipe Spaniol, o coordenador de Inteligência Comercial e Defesa de Interesses da CNA, compôs a comitiva e relatou como os dois países veem o agro brasileiro, destacando o protecionismo em relação aos produtos locais e a preocupação com o meio ambiente.

“Uma coisa curiosa é que nós conhecemos mais sobre a legislação europeia de importação, acordo Mercosul/União Europeia do que eles mesmos. Percebi que existe um olhar muito voltado para o seu próprio processo produtivo e falta de informação, seja do regulamento técnico europeu ou da realidade do mercado brasileiro”, disse.

“Na Itália, por exemplo, eles valorizam muito a produção local e promovem o pequeno produtor.

Na França, as ONGs já estão exercendo uma ação mais intensa sobre a imagem do futuro do consumo, que necessita de um repensar. O poder do consumidor e da imagem dos produtos agropecuários é mais sensível. Eles têm muito mais preocupação com isso do que na Itália, contudo.

O coordenador ressaltou que o foco dos encontros nos dois países foi justamente mostrar o quanto a agricultura brasileira é sustentável e que o produtor rural, principal afetado pelas mudanças climáticas, é o mais interessado em proteger o meio ambiente, que é de onde vem sua renda.

CNA reforça compromisso com sustentabilidade e cooperação no setor agropecuário

“Mostramos que o Código Florestal está na vanguarda de legislações ambientais em comparação com outros países. Então, a gente tem um critério e rigor muito mais desenvolvidos do que a imagem que eles tentam passar, porque na verdade, eles não conhecem a realidade do Brasil”.

Felipe Spaniol afirmou que a missão teve dois objetivos principais. O primeiro foi estreitar os laços entre o setor privado brasileiro e europeu. O segundo foi compreender a percepção do consumidor europeu em relação à produção agropecuária. A missão também visou analisar os hábitos de consumo desse público.

“É importante que nos posicionemos e que aquilo que já é feito no Brasil possa ser reconhecido lá fora, aliás. Mostrar nossa imagem de sustentabilidade, construir relacionamentos e buscar oportunidades de cooperação. Nosso trabalho no Brasil pode servir de referência para o mundo, decerto,” completou.

A comitiva participou de eventos significativos em sua viagem. Eles estiveram no World Food Forum da FAO e no World Food Day na Embaixada do Brasil em Roma. Além disso, participaram de um painel na embaixada brasileira em Paris. Nesses eventos, discutiram tópicos cruciais, como a relevância da ciência para a agropecuária futura e os efeitos das mudanças climáticas na produção de alimentos.

Fonte: Datagro

Facebook
Twitter
LinkedIn

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários. *Estamos de férias coletivas e voltaremos às atividades dia 04/01/2024. Boas festas!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.