Conab confirma recorde de 257 milhões de toneladas

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou no começo da manhã desta quinta-feira (10) o 12º Levantamento de Grãos com os resultados da safra 19/20. Foi confirmado um recorde histórico, somando 257,8 milhões de toneladas de grãos no país. Esse volume é 4,5% ou 11 milhões de toneladas superior ao da safra passada.  A evolução foi somada pelo aumento da área plantada em 4,2%, fechando em 65,7 milhões de hectares e também avanço em produtividade em 0,3%, a uma média de 3,912 kg/hectare.

A soja foi o carro-chefe colocando o Brasil como maior produtor mundial. A oleaginosa também alcançou um recorde de 124,8 milhões de toneladas e ganho de 4,3% em relação à safra 2018/19. Foram plantados 36,9 milhões de hectares. Os maiores produtores são Mato Grosso, na liderança disparada com 35,8 milhões de toneladas (avanço de 8,9%); em segundo lugar aparece o Paraná, com 21,5 milhões de toneladas (avanço de 27,6%); e em terceiro desponta Goiás, com 13,1 milhões de toneladas (avanço de 8,8%). O segundo e terceiro colocados tomaram a posição que era do Rio Grande do Sul e sofreu com a estiagem. A produção gaúcha caiu de 19,5 milhões de toneladas na safra anterior para 11,4 milhões de toneladas, uma baixa de 41,4%.

Outro bom resultado é o do milho. O resultado total das três safras caminha para o final, faltando apenas lavouras cultivadas na região de Sealba, além de Pernambuco e Roraima. A participação desses estados é de algo próximo a 1,7% no consolidado nacional. A primeira safra já foi colhida e a segunda está em finalização. A expectativa é fechar em mais de 102 milhões de toneladas, um aumento de 2,5%.

Outro que encerra com destaque é o algodão em pluma, que está para alcançar a marca recorde de 2,93 milhões de toneladas, com crescimento de 4,2%  acima do período anterior. O dado positivo se deve aos investimentos feitos nessas lavouras e ao clima.

{module 442}

Para o arroz fica o registro produtivo de 11,2 milhões de toneladas e crescimento de 6,7% em relação à última safra. Com colheita praticamente finalizada, 10,3 milhões de toneladas estão em áreas de cultivo irrigado e cerca de 900 mil toneladas em plantio de sequeiro.  No caso do feijão, a estimativa de produção total é de 3,23 milhões de toneladas, principalmente do feijão-comum cores, com aumento de 6,4% ao obtido em 2018/19. A primeira e a segunda safras já estão encerradas.

Safra de inverno

O trigo, principal cultura da estação, está em etapas que vão da fase vegetativa à finalização de colheita. Expectativa de 6,8 milhões de toneladas, uma alta de 32,2% mas esses números ainda dependem de como será a evolução das lavouras após geadas fortes no Rio Grande do Sul. Os prejuízos ainda estão em fase de levantamento.

As outras culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada trigo e triticale) devem alcançar crescimento de 11,6% na área de cultivo, com destaque para o trigo, que apresenta expansão de 14,1%, situando-se em 2,33 milhões de hectares e, produção, dependendo do comportamento climático, de 6,8 milhões de toneladas.

Fonte: Agrolink

LEIA TAMBÉM:

{module 441}

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.