Consumo de azeite deve superar a produção


A produção global de azeite será menor do que o consumo na temporada de 2020, informou Olive Oil Times em 27 de outubro da cobertura da agência de notícias espanhola COPE de um webinar sobre o setor.

As estimativas atuais sugerem que a produção será de cerca de 3,11 milhões de toneladas de azeite, com consumo previsto de 3,14 milhões de toneladas, disse o consultor internacional Juan Vilar , da COPE , no webinar da Andaluzia.

 Além disso, verificaram-se aumentos de preços em todas as categorias e isto mostra que embora seja necessária uma mudança de estratégia, é uma bola de oxigénio para o olival tradicional, que responde por 70% da colheita e que, sem dúvida , passou por alguns momentos difíceis ”, disse Vilar.

Vilar observou que também há um papel crescente em todo o mundo para o ‘olival moderno’, que ele disse agora representar 40% de todo o azeite produzido. Esses números revelaram uma ‘mudança de tendência e uma realidade em constante crescimento’.

{module Form RD}

A crescente popularidade da olivicultura em cinco continentes levou a um total de 11,5 milhões de hectares dedicados às oliveiras, acrescentou ele, e esses números levaram a produção mundial a ultrapassar os 3 milhões de toneladas.

A produção mundial para a atual temporada seria 3,4% menor do que no ano passado, uma queda que ele disse se dever principalmente à produção reduzida em vários países mediterrâneos, incluindo Itália (270.000 toneladas), Grécia (240.000), Marrocos (140.000), Tunísia (130.000) e Portugal (120.000).

Segundo Vilar, o declínio da produção em alguns países mediterrânicos deveu-se à típica alternância de estações.

A única exceção à tendência de queda foi a Espanha, onde a produção foi estimada em 1,6-1,7 milhões de toneladas, conforme relatado pela revista local Agrònoma .

A capacidade da Espanha de fortalecer sua posição se deve a fortes investimentos em uma agricultura moderna e novas tecnologias específicas, de acordo com Vilar.

“A Espanha soube combinar de forma adequada o seu conhecimento tradicional da cultura com as novas tecnologias, tornando-se o maior produtor mundial de azeites, já que mais da metade – 52% – dos azeites produzidos nos cinco continentes serão de origem espanhola,” ele disse.

O consultor explicou como os preços do azeite, que vinham caindo recentemente, agora pareciam próximos de uma mudança de tendência.

Fonte: OFI Internacional

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.