Custo de produção do algodão atinge R$ 12.8 mil/ha


Imagem: Pixabay


O algodão da safra 2020/21 ainda está na lavoura e os produtores de Mato Grosso já começaram o planejamento para a próxima safra. As compras de insumos tendem a se intensificar no próximo semestre. Segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) no entanto, o custo de produção vem aumentando desde o mês de dezembro. Em abril, o custo operacional efetivo (COE) alcançou a marca de R$ 12.805,84/ha, avanço de 3,33% no comparativo mensal.

{module Form RD}

“Assim, é importante que o produtor esteja atento ao ponto de equilíbrio da pluma e, para que consiga cobrir seu COE, considerando a mesma produtividade da safra 20/21 de 116,20 @/ha, é preciso que negocie a sua produção a uma média de R$ 110,21/@, alta de 4,31% ante a março”, diz o boletim.

Ao avaliar a paridade de exportação para o contrato dezembro 22, nota-se que, apesar do impacto altista do dólar nas despesas com insumos, este, aliado às cotações da ICE, também tem dado suporte para a valorização dos preços futuros da pluma, possibilitando cotações acima do ponto de equilíbrio.

O relatório de oferta e demanda da pluma mundial divulgado na última quarta-feira (12) pelo USDA trouxe atualização na safra 20/21 e a primeira projeção para a safra 21/22. O principal ajuste na safra 20/21 está no consumo da pluma na temporada, que reduziu 0,39% em relação ao relatório de abril, devido ao corte na demanda interna da Índia, que, por sua vez, é reflexo das medidas de restrição contra a Covid-19, limitando a capacidade das indústrias têxteis no país. Já na primeira perspectiva da safra 21/22, a produção global avançou 5,56% ante a safra 20/21, estimada em 26,00 milhões de toneladas, pautada pelos aumentos na oferta dos EUA, Brasil e Índia.

Já o consumo global ampliou 890 mil toneladas nesta estimativa, ficando aguardado um total de 26,45 milhões de toneladas, ultrapassando a produção esperada para a safra. Por fim, o estoque final recuou 2,32% no comparativo anual, projetado em 19,81 milhões de toneladas, o menor dos últimos dois anos.

Por: Eliza Maliszewski | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.