Dólar pode continuar caindo. Como fica a soja?



Imagem: Pixabay


A previsão climática para o cinturão produtor nesta semana, de acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) é de temperaturas mais elevadas em grande parte do país, principalmente na região sul e oeste. Já as chuvas estão mais distribuídas, abrangendo as principais regiões produtoras com maiores níveis na região central e norte.

Segundo análise do especialista da Grão Direto, Ruan Sente, caso as previsões se confirmem, as condições das plantações irão recuperar os níveis ideais e a área de seca poderá diminuir consideravelmente. Consequentemente, as cotações poderão continuar sendo impactadas de forma negativa.

{module Form RD}

Em relação a fraca demanda pela soja norte-americana, com os armazéns chineses repletos de soja brasileira e o baixo ritmo econômico da China, a procura pelo grão norte-americano tende a permanecer fraca. A China utiliza a soja para produção de óleo e farelo destinados à alimentação de suínos, e os indicadores de consumo de carne suína no país estão estagnados. Enquanto o estímulo econômico prometido pelo governo não for implementado, os estoques do maior importador global permanecerão cheios, resultando em uma demanda reduzida pela soja norte-americana.

Ainda segundo o analista o dólar poderá continuar caindo. Devido às taxas de juros estáveis no Brasil, investidores estrangeiros continuam atraídos pelo país, impulsionando a economia e valorizando o real em relação ao dólar. A cautela em relação às taxas de juros do FED, possíveis cortes nas taxas de juros nas próximas reuniões do Copom e o fluxo de investimentos atraentes podem manter a tendência de queda do dólar na próxima semana. Perante os fatos apresentados, a soja em Chicago poderá apresentar mais uma semana negativa, resultando em queda dos preços no mercado interno brasileiro. 

Fonte: Aline Merladete | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.