El Niño deve aumentar pressão causada por pragas e doenças na safra atual, diz especialista

El Niño deve aumentar pressão causada por pragas e doenças na safra atual, diz especisliasta
Imagem: Adobe Stock

El Niño. A ação desse fenômeno climático predominará na safra agrícola 2023/2024, cujo plantio se aproxima, e pode trazer consigo grandes desafios fitossanitários para os agricultores das diversas regiões do país. A expectativa é que haja irregularidade nos períodos de chuva e registro de temperaturas mais altas, gerando com isso o ambiente propício para a maior presença de insetos e fungos que prejudicam as lavouras.

Leandro Valerim é engenheiro agrônomo e mestre pela USP. Ele é gerente de inseticidas na UPL Brasil. Ele explica que com El Niño, as regiões Sul e Sudeste do Brasil tendem a ter mais chuvas. Em contraste, partes do Norte e Nordeste enfrentam estiagens severas e temperaturas altas, favorecendo períodos de seca e aumento da pressão de insetos sugadores.

Impacto do El Niño nas safras e preços de commodities agrícolas: Ameaças de pragas e variações climáticas desafiam agricultura

Essa variação climática pode aumentar a pressão causada por insetos, como os percevejos e a mosca-branca. Essas pragas sugadoras têm potencial para gerar perdas superiores a 30% no cultivo de soja, por exemplo, segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O problema, entretanto, não se resume a essa cultura, podendo afetar milho, algodão e feijão, assim como as diversas variedades de hortaliças, legumes e frutas.

Marcelo Figueira, gerente de fungicidas da UPL Brasil, destaca que o fenômeno El Niño está impactando a Safra (23/24). Isso resulta em mudanças nos padrões climáticos. Pesquisadores do INMET e da EMBRAPA confirmam aumento nas chuvas, temperaturas e alterações na umidade relativa do ar.

Em anos de El Niño, ocorrem mais chuvas em áreas específicas, como no Sul do País, e elevação das temperaturas. Por outro lado, no Norte e Nordeste, há tendência de seca severa, enquanto no Centro-Oeste e Sudeste, as temperaturas médias aumentam e a distribuição de chuvas se torna irregular.

A sexta-feira (22) começa com os preços internacionais da soja futura operando no campo positivo da Bolsa de Chicago (CBOT). Em conclusão, as principais cotações flutuavam na faixa entre US$ 12,99 e US$ 13,35 por volta das 07h59 (horário de Brasília). Além disso, o vencimento novembro/23 era cotado à US$ 12,99 com alta de 5,50 pontos, o janeiro/24 valia US$ 13,17 com elevação de 6,75 pontos, o março/24 era negociado por US$ 13,28 com valorização de 6,25 pontos e o maio/24 tinha valor de US$ 13,35 com ganho de 5,75 pontos. Portanto, o mercado da soja estava apresentando um desempenho positivo nesse momento.Para evitar prejuízos econômicos e manter a alta produtividade, os especialistas sugerem o investimento em tecnologias eficazes contra insetos e fungos.

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.