Soja: Vendas semanais dos EUA ficam dentro do esperado e país vende mais para China

Nesta quinta-feira (25), foram reportados os novos números das vendas semanais para exportações dos EUA e os dados da soja ficaram dentro das expectativas do mercado. Na semana encerrada em 18 de abril, o país vendeu 596,3 mil toneladas da safra 2018/19, enquanto os traders esperavam algo entre 300 mil e 750 mil toneladas. O volume aumentou 57% em relação à semana anteior, mas ainda é 15% mais baixo do que o da média das últimas quatro semanas. Do total, a China respondeu por pouco mais de 212 mil toneladas.
 
Ainda assim, o total das vendas semanais norte-americanas em todo o ano comercial somam 44.887,3 milhões de toneladas, quase 10 milhões a menos do que no mesmo período do ano passado, quando o total era de 54.354,1 milhões. O USDA estima que as vendas todas desta temporada, que termina em 31 de agosto, somem 51,03 milhões de toneladas. 

A guerra comercial instalada entre China e Estados Unidos há mais de um ano limitou severamente a demanda do maior comprador mundial no mercado americano e o programa de exportações do EUA segue bastante atrasado. Ainda assim, como sinalizações de boa vontade por parte dos chineses, a nação asiática ainda faz algumas compras de soja dos Estados Unidos.
 
De acordo com dados da Adminitsração Geral das Alfândegas divulgados nesta quinta, em março as importações de soja da China nos EUA aumentaram em relação ao mês anterior. Esses volumes referem-se a carregamentos comprometidos durante o período de trégua firmado entre os dois países em meio à disputa. 

No mês passado, as compras da nação asiática no mercado norte-americano foram de 1,51 milhão de toneladas, contra 97,754 mil de fevereiro. Ainda assim, esse total é a metade do que era observado há um ano. 

As importações chinesas de soja foram de 4,92 milhões de toneladas em março, e o Brasil continua sendo seu principal fornecedor. 

Fonte: Notícias Agrícolas | Autor: Carla Mendes