Algodão: Ritmo de negócios está lento e cotações seguem em queda

A liquidez esteve baixa no mercado de algodão em pluma nos últimos dias. Segundo colaboradores do Cepea, indústrias demonstram baixo interesse por novas aquisições, trabalhando com a pluma já contratada e no aguardo do avanço da colheita. Além disso, parte das empresas alega que a venda de subprodutos está menor que o esperado, o que tem elevado os estoques.

Do lado vendedor, muitos estão flexíveis quanto aos preços, mesmo com a disponibilidade do produto da safra 2017/18. A oferta da temporada 2018/19 também está limitada, visto que o beneficiamento permanece em ritmo lento. Desta forma, vendedores estiveram ativos no spot para realizar pequenas reposições e/ou entrega de contratos.

Nesse cenário, as negociações para entregas futuras nos mercados interno e externo, envolvendo a pluma das safras 2018/19 e 2019/20, permanecem lentas. Entre 18 e 25 de junho, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, caiu 1,6%, fechando a R$ 2,7410/lp, nessa terça-feira, 25.




Postagem: Marina Carvejani
Autor: CEPEA/ESALQ
Fonte: Agrolink