Custo de produção sobe em julho para a pecuária de corte

O Índice de Custo de Produção para a pecuária de corte de alta tecnologia apresentou alta em julho de 0,4% frente a junho. 

Houve queda nos preços dos alimentos concentrados, com destaque para o farelo de soja. No entanto, os suplementos minerais, os fertilizantes, os defensivos e os produtos para sanidade tiveram alta nas cotações, o que pesou no indicador. 

Na comparação anual o índice está 3,3% maior este ano. 

Para o curto prazo, a necessidade da suplementação animal, em função do déficit nas pastagens, junto à uma maior movimentação para os embarques de milho neste segundo semestre e os estoques mais enxutos para os farelos, podem pesar nos preços dos insumos e consequentemente nos custos da atividade. 

Figura 1.
Variação mensal do Índice Scot Consultoria de Custo de Produção da Pecuária de Corte de Alta Tecnologia.



Scot Consultoria



Postagem: Marina Carvejani
Autor: Juliana Pila
Fonte: Scot Consultoria