Abates brasileiros aumentam no trimestre

Os abates de bovinos, frangos e suínos no Brasil aumentaram no segundo trimestre, quando comparados com o mesmo período do ano anterior, segundo dados compilados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgados pelo portal CarneTec Brasil. De acordo com este último, esse aumento reflete o crescimento da busca pelo consumo de proteína animal. 

Segundo os dados, que foram divulgados na semana passada, “a demanda por proteína animal tem aumentado no mercado internacional, impulsionada por casos de peste suína africana na China e em outras regiões da Ásia e Leste Europeu. As principais processadoras de proteína animal brasileiras reportaram aumentos nas exportações no segundo trimestre, ano a ano, principalmente para a Ásia”, indicou a CarneTec Brasil, por meio de seu site oficial. 

Nesse cenário, o abate de bovinos cresceu 4,1%, para 8,08 milhões de cabeças e foram produzidas 2,01 milhões de toneladas de carcaças bovinas no segundo trimestre, aumento de 5,5% em relação ao mesmo período de 2018. “O Brasil abateu 11,39 milhões de cabeças de suínos de abril a junho, alta de 5,1% ante o mesmo período do ano passado. O peso acumulado das carcaças foi de 1,02 milhão de toneladas, 4,3% superior ao de igual período de 2018”, completou a CarneTec. 

“Os abates de frangos aumentaram 3,6%, na comparação anual, para 1,43 bilhão de cabeças de frangos. Já em comparação com o primeiro trimestre, houve queda de 1,5%. O peso das carcaças aumentou 0,4% em relação ao mesmo período do ano passado, para 3,35 milhões de toneladas”, finalizou o portal especializado. 






Postagem: Marina Carvejani
Autor: Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink