Produtores precisam estar antenados aos hábitos de consumo

Depois de mais de três décadas com o crescimento acima do mercado econômico geral do Brasil, o setor de alimentos passou os dois últimos anos em queda por causa do momento de recessão vivido pelo país. Com isso, os empresários precisarão fazer uma leitura do consumidor brasileiro. O tema será apresentado pelo consultor e pesquisador do mercado de Foodservice, Sérgio Molinari, fundador da Food Consulting e Food Experts, na tarde de sexta-feira, dia 17 de fevereiro, durante a vigésima sétima Abertura Oficial da Colheita do Arroz, em Cachoeirinha (RS).

Segundo o especialista, que fará a palestra "Cenários e Perspectivas do Mercado de Alimentação do Brasil", o fato novo é que o empresário brasileiro ligado à atividade da alimentação nunca teve que se preparar para um momento em que o mercado fosse adverso. "Várias empresas têm encontrado dificuldades para atravessar este período e algumas outras tem tido êxito. Vamos falar sobre os fatores em comum das empresas que estão indo bem neste momento, ou seja, discutir fatores de sucesso mesmo em meio à crise", ressalta.

Molinari afirma que também é preciso analisar como será o mercado de alimentação após a crise e como será a retomada do crescimento do setor. Mais que isso, é preciso entender como o consumidor vai se comportar com esta retomada do ciclo positivo. "A discussão é que o mercado vai voltar a aquecer mas não será o mesmo que conhecemos há anos. Qual é o novo consumidor de alimentos no Brasil? Quais as transformações que já temos no país e que devem se acentuar nos próximos anos? Consequentemente, como as empresas que abastecem este mercado tem que se adaptar para este novo momento?", questiona.

Sobre o papel do produtor neste cenário, o fundador da Food Consulting e Food Experts reforça que este precisa se enxergar dentro de uma cadeia interligada e também se adaptar ao que o consumidor vem exigindo. "O produtor de alimentos tem que se enxergar como um elo, ele não é um agente autônomo que dá para pensar o seu negócio dissociado do resto da cadeia. O produtor também precisa visualizar para onde o hábito de consumo vai para ele entender o que produzir e para não ficar isolado no mercado oferecendo algo que o consumidor já busque de outra forma", explica.

A palestra terá como moderadora a professora associada do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e orientadora dos Programas de Pós-Graduação de Zootecnia e Tecnologia de Alimentos, Leila Picolli. A Abertura Oficial da Colheita do Arroz ocorre na Estação Experimental do Arroz, do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga). O evento é organizado pela Federação das Associações dos Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz). Mais informações podem ser obtidas no site www.colheitadoarroz.com.br.

 

Agrolink com informações de assessoria