Buva tem solução, é o dicamba.

O Notícias Agrícolas conversou com Leandro Paiola Albrecht, pesquisador da UFPR, para tratar de um problema que é recorrente na lavoura de soja: a buva. Contudo, a chegada de uma nova solução pode trazer um novo combate a este problema.

Há um novo herbicida chegando ao Brasil: o dicamba. Como herbicidas como o paraquat e o glifosato já geraram resistência em algum caso, consequência de um mau uso, o dicamba poderá ser uma solução para esta questão, mas é preciso ter cuidado.

Para Albrecht, os produtores têm que criar rotinas e hábitos para utilizar o herbicida corretamente e não perder essa tecnologia. A recomendação dele é que a aplicação seja feita 30 dias antes da soja e também no pós-emergência, em cima da soja.

Ele diz que é preciso tomar cuidado com a resistência. A planta de buva gera cerca de 350 mil sementes que se disseminam muito rápido com o vento. Se o vizinho também possui soja, os cuidados devem se redobrar.

No entanto, acreditando na performance do produto, que já tem bons resultados nos Estados Unidos, o produtor pode fazer um bom controle. O uso é de um volume mínimo de 150L por hectare e a aplicação deve ser evitada em momentos de vento. O ideal também é que a fisiologia da planta esteja ativa.

Fonte: Notícias Agrícolas | Autores: João Batista Olivi e Izadora Pimenta