Negócios de algodão continuam em ritmo lento

Os negócios de algodão em pluma continuam em ritmo lento no mercado brasileiro, segundo pesquisadores do Cepea. Algumas indústrias demonstram baixo interesse por novas aquisições no spot, enquanto outras permanecem fora de mercado.

Já cotonicultores estão atentos aos embarques de contratos firmados anteriormente, alegando que boa parte da safra 2017/18 já foi comprometida. Nesse cenário, entre 12 e 19 de março, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, caiu 0,6%, fechando a R$ 2,9115/lp na terça-feira, 19. Na parcial de março (até o dia 19), o Indicador recuou 0,69%.

Fonte: Agrolink | Autor: CEPEA/ESALQ