Maranhão em “estado de emergência fitossanitária” por Helicoverpa armigera

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) decretou estado de emergência fitossanitária pelo risco de surto de Helicoverpa armigera no Maranhão. A medida, publicada na última quarta-feira (14.12) no Diário Oficial da União (DOU), compreende as “mesorregiões leste e sul do Estado do Maranhão, para implementação do plano de supressão da praga e adoção de medidas emergenciais”.

A Portaria número 265 estabelece o prazo de vigência da emergência fitossanitária por um ano, contando a partir da publicação no DOU. Assinada pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a decisão permite o uso de possibilita a utilização de produtos à base de benzoato de emamectina para o controle da praga nas lavouras. O princípio ativo não é registrado no Brasil, mas foi autorizado em caráter provisório.

 

O Maranhão já havia sido declarado em estado de emergência fitossanitária no ano de 2015, pela então titular do Mapa Katia Abreu. A Portaria 265 atende a uma solicitação do Governo do Maranhão, provocada por reivindicação dos produtores rurais daquele estado

 

Fonte: Agrolink