Famato debate assuntos estratégicos nas primeiras reuniões regionais

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) realizou as primeiras reuniões do plano de gestão regionalizada da entidade. Os 11 Sindicatos Rurais que compõem a Região 7, formada pelos munícipios que estão no sudoeste do estado, e os sindicatos que fazem parte da Região 1, composta por municípios do noroeste do estado, foram os primeiros a receber a diretoria da Famato. As reuniões aconteceram nos municípios de Juara e Cáceres, no final de maio. Outras oito regiões constituídas pela entidade também terão as mesmas reuniões.


Nos quatro primeiros meses de gestão da nova diretoria da Federação para o triênio 2017/2019 foi feito um mapeamento do estado dividindo os 90 municípios que possuem sindicato rural em 10 regionais. O objetivo é aproximar a Famato do produtor rural e dar a oportunidade para que os sindicatos manifestem suas demandas e participem das decisões.
 

 

 


“Vamos realizar reuniões por região para identificar, entender e conhecer os problemas locais de cada uma. A partir disso, será possível otimizar as atividades, maximizando a eficácia das ações e buscar soluções que atendam a realidade da região, respeitando suas peculiaridades”, explicou o presidente da Famato, Normando Corral.
 
O Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) foi um dos assuntos debatido durante os encontros. Corral apresentou a proposta elaborada pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para o Governo Federal de criar uma medida provisória para reduzir a alíquota do Funrural de 2,3% para 1,5%. Aqueles que não recolheram nos últimos anos irão pagar 1,5% mais 0,8%.
 
Além do Funrural, foi discutida a tramitação das Reformas Trabalhista e da Previdência no Congresso Nacional, o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), a atual crise política e institucional do país e a situação do JBS em Mato Grosso.
 
Os produtores comentaram sobre a mudança do modelo de comercialização da JBS na compra de gado. A empresa comunicou aos pecuaristas que não está mais fazendo pagamentos à vista pelo gado adquirido, apenas a prazo. Corral apresentou um estudo do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) que mostra a real capacidade de abate dos frigoríficos instalados em Mato Grosso.
 
Fazem parte da Regional 1 Noroeste os municípios de Colniza, Aripuanã, Cotriguaçu, Juruena, Castanheira, Juína, Juara, Brasnorte e Porto dos Gaúchos. Participaram da reunião os presidentes de sindicato dos municípios de Colniza, Milton de Souza Amorim, Juína, José Lino Geraldo Martins Rodrigues, de Juara, Jorge Mariano de Souza, Porto dos Gaúchos, Milton Carlos Zolin e de Cotriguaçu, Damião Carlos de Lima, produtores rurais da região e o diretor de Relações Institucionais da Famato, José Luiz Fidelis.
 
A Região 7 é composta pelos municípios de Comodoro, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Araputanga, São José dos Quatro Marcos, Mirassol D’Oeste, Rio Branco, Cáceres Rondolândia, Barra do Bugres e Porto Estrela. Participaram deste encontro os presidentes: Alessandro Casado (São José dos Quatro Marcos), Selmo Cristino da Silva (Araputanga), Nilmar Miotto (Pontes e Lacerda), José Teixeira (Vila Bela da Santíssima Trindade) e Bruno Fernandes Faria (Rio Branco). O diretor José Luiz Fidelis e representantes da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) também participaram da reunião que aconteceu no Sindicato Rural de Cáceres.

 


 
 
As regionais foram divididas em: Região 1 Noroeste que engloba nove sindicatos; Região 2 Norte, com 12 sindicatos; Região 3 Nordeste com 6 sindicatos; Região 4 Leste com 11 sindicatos; Região 5 Central com 11 sindicatos; Região 6 Centro-Oeste com 7 sindicatos; Região 7 Sudoeste com 11 sindicatos; Região 8 Baixada Cuiabana com 7 sindicatos; Região 9 Sudoeste com 8 sindicatos e Região 10 Sul com 8 sindicatos.
 
Veja o mapa das 10 regiões pelo link: http://sistemafamato.org.br/portal/famato/regioes.php

Fonte: Agrolink