Etanol mostra que agro é solução às mudanças climáticas, diz FPA a Ministério do Meio Ambiente



Imagem: Pixabay


Nesta terça-feira (11), a mitigação e adaptação às mudanças climáticas através da contribuição do segmento agropecuário brasileiro foi tema de reunião entre a Frente Parlamentar do setor (FPA) e o Ministério do Meio Ambiente (MMA), no Instituto Pensar Agro, em Brasília. A descarbonização da atmosfera através da utilização do biodiesel e do álcool combustível da cana-de-açúcar foi um de alguns dos destaques da colaboração do agro nacional para o mundo diante da mudança do clima e efeito estufa.

A entidade brasileira que representa os 60 mil canavicultores do país, a Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), esteve presente.

{module Form RD}

No ano em que o carro flex em terra nacional, movido à etanol e não só à gasolina, completa 20 anos, ainda há a visão política-ideológica deturpada de que o agronegócio em geral é maléfico à natureza, quando o uso do combustível fóssil, este que é a principal causa das mudanças climáticas, continua gerando e acelerando os impactos ambientais decorrentes do CO2 na atmosfera.

“É um absurdo dentro e fora do país ouvir discursos sem base científica de que o agro é que destrói tudo. Os biocombustíveis vêm da agricultura e é uma forma de adaptação às mudanças climáticas em relação ao uso de matrizes energéticas limpas”, disse José Severo, assessor técnico da Feplana, participante da reunião.

Por isso e outros motivos, alguns deles debatidos na reunião, que o presidente da Feplana, Paulo Leal afirma que o agro é a solução de muitos problemas socioambientais, além dos benefícios econômicos.

Diante do secretário executivo do MMA, João Paulo Capobianco, que buscou ouvir as contribuição do agro para diminuir os riscos da mudança climática, o presidente da FPA, o deputado Pedro Lupion pode pontuar que a produção de energias limpas coloca, sem dúvida, o Brasil em um dos melhores do mundo no ranking de menos emissão de poluentes. Além dessa potencialidade, estudos demonstram que é possível triplicar a produção do agro e sem desmatar. 

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.