EUA adotam medidas voltadas a garantir a oferta de fertilizantes

Imagem: Pixabay


A preocupação com a oferta global de fertilizantes não fica restrita ao Brasil. Os Estados Unidos, que junto com a União Europeia aplicaram sanções contra a Rússia em virtude da ofensiva ao território ucraniano, também estão sendo afetados com a alta dos preços do insumo.

{module Form RD}


Devido ao encarecimento constante das importações, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) planeja um investimento de US$ 250 milhões para estimular a produção local de fertilizantes, na tentativa de reduzir a dependência de produtos estrangeiros – o país é responsável por cerca de 10% do consumo mundial do insumo, sendo o terceiro maior importador global.

Fonte: DATAGRO

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.