EUA perdem participação de mercado em trigo e soja



Imagem: Pixabay


A Ucrânia é um grande produtor e exportador de grãos.

Embora os Estados Unidos continuem sendo o maior exportador mundial de milho, continuam perdendo participação no mercado de exportação de trigo e soja, de acordo com um relatório recente do Serviço de Pesquisa Econômica (ERS) do Departamento de Agricultura dos EUA. “Na última década, os Estados Unidos perderam sua posição no mercado global de trigo enquanto a União Europeia, a Rússia e a Ucrânia ganharam participação de mercado”, disse o relatório. “Da mesma forma, Brasil e Argentina continuam a representar um desafio para as exportações de soja dos EUA.”

{module Form RD}

O ERS observou que, embora o envolvimento dos Estados Unidos em acordos comerciais, principalmente com mercados emergentes, contribua para sua competitividade de exportação, não estabeleceu nenhum novo acordo de livre comércio (FTAs) de 2012 a 2020, potencialmente limitando as oportunidades de exportação em alguns mercados emergentes . Enquanto isso, os concorrentes de exportação assinaram vários FTAs durante o mesmo período.

A soja continua a ser a commodity mais valiosa exportada pelos Estados Unidos, avaliada em US$ 25,5 bilhões em 2020 e US$ 27,4 bilhões em 2021. Embora o comércio de soja dos EUA tenha crescido desde 2000, ele enfrenta a concorrência do Brasil e da Argentina. A China continua sendo o maior mercado para a soja dos EUA, respondendo por mais de US$ 50 bilhões em exportações de 2016-20. O ERS observou que “uma ameaça potencial às exportações de soja dos EUA é a forte dependência da China para compra”.

Embora os Estados Unidos continuem sendo um dos seis maiores exportadores globais de trigo, sua participação no mercado tende a cair desde 2000. Em 2021, as exportações americanas de trigo foram avaliadas em US$ 7,7 bilhões. Os principais destinos das exportações de trigo dos EUA mudaram desde 2000, com as exportações para o Egito diminuindo e os embarques para o México e as Filipinas aumentando. O relatório disse que a seca e a preferência dos produtores por culturas de maior valor, como milho e soja, podem reduzir a produção e as exportações de trigo dos EUA nos próximos anos.

Fonte: Leonardo Gottems | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.