Exportações canadenses de óleo de colza atingem recorde nos EUA em 2022/23

Exportações canadenses de óleo de colza atingem recorde nos EUA em 2022/23
Imagem: Pixabay

O Canadá registrou a exportação de 3 milhões de toneladas de óleo de colza durante o ano comercial de 2022/23 (MY), alcançando um volume recorde de 2,6 milhões de toneladas importadas pelos Estados Unidos, conforme indicado por um relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Após a decisão da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) em dezembro de aprovar o óleo de colza para o programa Renewable Fuel Standard (RFS), houve um aumento significativo no uso industrial do óleo nos EUA durante o ano comercial de 2022/23 (agosto a julho), ultrapassando o dobro, de acordo com o relatório November Oilseeds: World Markets and Trade do USDA.

Apesar do recorde de óleo de colza exportado para os EUA, as exportações totais do Canadá foram inferiores em comparação com os anos anteriores.

As transformações no mercado global de óleo de colza

A maior queda nas exportações canadenses do óleo foi para a China, que reduziu sua participação de mercado de 35% em 2020/21 para 5% em 2022/23, devido à alta demanda dos EUA por matéria-prima para biodiesel.

Desde 2021/22, a China substituiu principalmente o óleo de colza canadense por importações da Rússia e da Bielorrússia, conforme aponta o relatório.

Prevê-se que os Estados Unidos importem volumes recordes em 2023/24. Isso totalizará 3 milhões de toneladas destinadas ao consumo industrial. A demanda é impulsionada pelo diesel renovável, como destacado no relatório do USDA.

Antecipa-se um aumento nas exportações canadenses de óleo de colza em 2023/24, atingindo 3,2 milhões de toneladas.

Com o crescimento das exportações do óleo, projetava-se que o consumo interno canadense diminuísse ligeiramente, compensado pelo aumento no consumo de óleo de soja. Para 2023/24, a previsão indicava que o Canadá importaria um recorde de 150.000 toneladas de óleo de soja, principalmente da Argentina.

Enquanto isso, o USDA revisou sua previsão global de sementes oleaginosas para 2023/24, aumentando em 2 milhões de toneladas. O total agora é de 661 milhões de toneladas. O crescimento das safras russas de colza e soja, das safras ucranianas de soja e girassol, e das safras de soja dos EUA impulsiona esse aumento.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.