Frete rodoviário voltado ao agronegócio cresce 65% no 1º semestre


Imagem: Pixabay

A quantidade de fretes rodoviários específicos para o agronegócio no Brasil subiu 65% no primeiro semestre deste ano em relação a igual período de 2020.

Além disso, do total de fretes da primeira metade do ano, 37% pertenceram à categoria agro, que movimentou R$ 10,8 bilhões na movimentação de cargas nas estradas no período.

{module Form RD}

Os dados foram coletados pela FreteBras – plataforma online de transporte de cargas – e reunidos na 4ª edição do “Relatório FreteBras – O Transporte Rodoviário de Cargas no Brasil”, lançado nesta quinta-feira.

A plataforma apurou os dados com base na análise de 3,44 milhões de fretes durante janeiro a junho deste ano, informa a FreteBras, em nota.

Ainda conforme o relatório, a quantidade total de fretes rodoviários no País aumentou 67,5% entre janeiro e junho, “puxada principalmente pelo agronegócio”.

“À medida que a vacinação (contra covid-19) foi ganhando força, a economia começou a responder”, disse, na nota, o diretor de Operações da FreteBras, Bruno Hacad, acrescentando ainda que a plataforma distribuiu cerca de R$ 28 bilhões em fretes nos primeiros seis meses do ano. “Analisando apenas o segundo trimestre, tivemos um volume de fretes 83% maior do que em igual período de 2020.”

Segundo o estudo, Rio Grande do Sul e Paraná foram os Estados que mais contrataram fretes no setor agropecuário, com um terço do transporte de cargas da indústria.

São Paulo vem em terceiro, com 14%. Entre os produtos mais transportados, fertilizantes, com 29% do total, vêm em primeiro, seguidos da soja, com 13%, e milho (10%).

A FreteBras informa, ainda, que, na comparação entre o primeiro semestre deste ano com o primeiro do ano passado, os produtos que registraram o maior salto no volume de fretes foram os fertilizantes (+122%), seguidos por melancia (+112%), açúcar (+66%) e arroz (+54%).

O trigo teve uma queda de 18% no período analisado, porém a safra deste produto ocorre somente no fim do segundo semestre.

Também nos portos, a movimentação foi intensa no período. O estudo da FreteBras revela que o transporte de fertilizantes a partir do Porto de Paranaguá, no Paraná, por exemplo, dobrou, passando de 24 mil para 48 mil fretes entre janeiro e julho na comparação com igual semestre de 2020.

“Também houve aumento de 43% nos fretes de soja com destino ao Porto de Paranaguá, que passaram de 16 mil no primeiro semestre de 2020 para 22 mil na primeira metade deste ano”, cita o estudo.

Já no Porto de Rio Grande, os produtos mais importados foram fertilizantes, com aumento de 300%, passando de 5 mil fretes no primeiro semestre do ano passado para 21 mil em igual período de 2021.

Quanto aos fretes da soja com destino a este terminal portuário, caíram 30% em comparação com 2020, porém os fretes da oleaginosa com destino a outras localidades do Brasil aumentaram 62%.

Por fim, no Porto de Santos, os fretes de adubos e fertilizantes, segundo produto mais importado no local, aumentaram 111% no primeiro semestre, em comparação com igual período de 2020. Fretes de soja com destino à Baixada Santista tiveram aumento de 76% no período, enquanto os de açúcar aumentaram 85%.

Clipping: Scot Consultoria | Fonte: Portal DBO

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.