IGP-DI de janeiro tem inflação de 0,06% – Carne bovina cai 1,82%



Imagem: Pixabay


O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) 1 variou 0,06% em janeiro. O termômetro CMA previa alta de 0,33%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,31%. Com este resultado, o índice acumula alta de 3,01% em 12 meses. Em janeiro de 2022, o índice havia subido 2,01% e acumulava elevação de 16,71% em 12 meses.

“O IGP-DI registou a menor taxa interanual desde setembro de 2019, quando acumulava alta de 3%. A principal contribuição para a desaceleração do IGP-DI partiu da inflação ao produtor que, nesta edição, acumula alta 1,89% em 12 meses, a menor desde março de 2018, quando caíra 0,48%. Commodities importantes registraram queda expressiva ao produtor, com destaque para carne bovina (de -0,44% para -1,82%) e aves (de -2,26% para -3,36%)”, afirma André Braz, Coordenador dos Índices de Preços.

{module Form RD}

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,19% em janeiro. No mês anterior, o índice havia apresentado taxa de 0,32%. Na análise por estágios de processamento, a taxa do grupo Bens Finais variou de -0,33% em dezembro para -0,04% em janeiro. O principal responsável pela queda menos intensa foi o item alimentos processados, cuja taxa passou de -0,76% para -0,47%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis para o consumo, variou 0,15% em janeiro, contra queda de 0,19% em dezembro.

A taxa do grupo Bens Intermediários passou de -0,83% em dezembro para -1,19% em janeiro. O principal responsável por este recuo foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa passou de 0,39% para -0,21%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção, caiu 0,60% em janeiro, ante queda de 0,06% no mês anterior.

O estágio das Matérias-Primas Brutas variou 0,79% em janeiro, após subir 2,28% em dezembro. Contribuíram para este movimento os seguintes itens: minério de ferro (16,75% para 7,05%), bovinos (2,57% para -1,08%) e café em grão (5,19% para 0,92%). Em sentido oposto, vale citar, leite in natura (-4,58% para 0,03%), soja em grão (-2,08% para -1,53%) e milho em grão (-0,33% para 0,79%).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,80% em janeiro, após variar 0,35% em dezembro. Três das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação: Educação, Leitura e Recreação (-0,07% para 3,28%), Transportes (-0,07% para 0,92%) e Despesas Diversas (0,03% para 0,97%). Nestas classes de despesa, vale mencionar o comportamento dos seguintes itens: cursos formais (0,00% para 7,45%), gasolina (-1,21% para 1,12%) e serviços bancários (0,00% para 1,26%).

Em contrapartida, os grupos Alimentação (0,73% para 0,48%), Vestuário (0,87% para -0,08%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,55% para 0,42%), Habitação (0,31% para 0,26%) e Comunicação (0,74% para 0,73%) apresentaram decréscimo em suas taxas de variação. Estas classes de despesa foram influenciadas pelos seguintes itens: hortaliças e legumes (5,17% para -0,27%), roupas (1,09% para -0,20%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,32% para -0,17%), aluguel residencial (-0,23% para -1,08%) e tarifa de telefone móvel (0,70% para -0,40%).

Fonte: Safras & Mercado | Fundação Getúlio Vargas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.