Importações de óleo de palma pela Índia devem cair à mínima de 27 meses em maio



Imagem: Pixabay


As importações de óleo de palma pela Índia em maio devem cair para o nível mais baixo em 27 meses, já que o raro prêmio observado em relação a outros óleos comestíveis levou os compradores a cancelar as cargas e substituí-las por óleo de soja e girassol, disseram revendedores e inspetores de carga nesta terça-feira.

A queda surpreendente nas importações de óleo de palma pela Índia, maior comprador mundial de óleos vegetais, pode derrubar os preços do óleo de palma. A Malásia e a Indonésia, os dois maiores produtores globais, podem reduzir o valor de suas ofertas de óleo de palma para recuperar a participação de mercado de outros óleos comestíveis.

{module Form RD}

O contrato de óleo de palma de referência para entrega em agosto na Bolsa de Derivados de Bursa Malaysia caiu 1,85%, para 3.365 ringgit a tonelada, depois que a Reuters informou a queda nas importações indianas.

Cerca de 261.000 toneladas de óleo de palma foram descarregadas em vários portos indianos nos primeiros 20 dias de maio e outras 150.000 toneladas deverão ser descarregadas nos 11 dias restantes, totalizando 411.000 toneladas, de acordo com estimativas médias dos revendedores e agências marítimas.

A média mensal de importações de óleo de palma da Índia nos primeiros seis meses do ano comercial de 2022/23, iniciado em 1º de novembro, foi de 818.203 toneladas, de acordo com o órgão comercial Solvent Extractors’ Association of India (SEA).

“O óleo de palma foi substituído pelo óleo de girassol em muitas partes do país devido à competitividade do preço do óleo de girassol”, disse Rajesh Patel, sócio-gerente da GGN Research.

Em abril, os compradores indianos optaram por cancelar grandes quantidades de compras de óleo de palma pela primeira vez em muitos anos e a indústria esperava que as importações de maio caíssem para 700.000 toneladas.

Os compradores asiáticos, sensíveis a preço, tradicionalmente confiam no óleo de palma por causa do baixo custo e dos prazos de envio rápidos. Mas o óleo de palma passou a ser negociado com um prêmio em relação a outros óleos comestíveis, ao mesmo tempo em que os preços do óleo leve caíram, em parte por causa de uma safra recorde de colza.

O desconto do óleo de palma em relação aos óleos rivais chegou a 500 dólares por tonelada no trimestre de dezembro, mas o produto passou a ser negociado com um prêmio no início deste ano, já que a produção da Indonésia e da Malásia foi reduzida por chuvas excessivas.

O óleo de palma tradicionalmente representa cerca de dois terços das importações de óleo vegetal da Índia, oferecendo preços competitivos, mas sua participação caiu para cerca de 40% em maio, disse um negociante de Nova Délhi com uma trading global.

As importações de óleo de girassol em maio devem saltar 28% em relação ao mês anterior, para 319 mil toneladas, enquanto as importações de óleo de soja podem subir 16%, para 305 mil toneladas, de acordo com a estimativa média dos comerciantes.

A Índia compra óleo de palma principalmente da Indonésia, Malásia e Tailândia, enquanto importa óleo de soja e óleo de girassol da Argentina, Brasil, Rússia e Ucrânia.

“Os preços do óleo de palma cairão mais do que os óleos leves nos próximos meses para atrair compradores”, disse o comerciante.

Fonte: Rajendra Jadhav | Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários. *Estamos de férias coletivas e voltaremos às atividades dia 04/01/2024. Boas festas!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.