Incertezas no acordo de grãos do Mar Negro paralisam embarques da Ucrânia



Imagem: Pixabay


Quase 40 navios graneleiros estavam estacionados em Istambul em áreas que foram usadas para inspeções por uma equipe de inspeção conjunta representando Rússia, Ucrânia e Turquia, bem como a ONU, mostrou análise da plataforma de análise de comércio global Kpler.

Cerca de três quartos desses navios já fizeram escalas pelo corredor, acrescentou Kpler. “É provável que existam outras embarcações esperando fora dessas zonas ou atualmente a caminho das áreas de inspeção”, disse Alexis Ellender, principal analista de granéis secos da Kpler. “Pivdennyi respondeu por 35% dos embarques pelo corredor e, até que reinicie os embarques, o comércio terá dificuldades para voltar aos níveis anteriores.”

{module Form RD}

No início desta semana, a Ucrânia acusou a Rússia de cortar efetivamente seu porto de Pivdennyi do acordo de grãos. A Rússia não respondeu aos comentários de Kiev. A Ucrânia disse na semana passada que 62 navios aguardavam inspeção. “Espero ver a Rússia continuar com inspeções lentas. Atualmente, ela permite apenas que um número limitado de navios se desloque para dois dos três portos aprovados”, disse Arlan Suderman, economista-chefe de commodities do grupo de serviços financeiros StoneX.

Inspeções são necessárias para cada navio antes que ele possa entrar em um dos três portos cobertos pelo acordo, que também incluem Odesa e Chornomorsk. A duração média de uma viagem foi estimada em pouco mais de 28 dias, de acordo com o provedor de análise de dados espacial Spire.

O número de pedidos de carga – solicitações globais de navios disponíveis para transportar grãos da Ucrânia – chegou a 376 em maio, contra 370 pedidos em abril, de acordo com uma análise separada da plataforma de dados marítimos e de commodities Shipfix. Os dados da Shipfix mostraram que o tamanho do embarque caiu de cerca de 15.000 toneladas em abril para pouco mais de 10.000 em maio, já que a situação incerta levou os traders a serem cautelosos nas encomendas. Os pedidos de carga para junho em diante foram vistos em 50 no momento, disse a Shipfix.

Fonte: Seane Lennon | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.