Indonésia revisará cota de exportação de óleo de palma, diz ministério



Imagem: Pixabay


A Indonésia revisará suas cotas de exportação de óleo de palma em meio ao aumento dos preços do óleo de cozinha doméstico, informou o Ministério Coordenador de Assuntos Marítimos e de Investimentos.

A Indonésia impõe a chamada Obrigação do Mercado Doméstico (DMO) sobre o óleo de palma, segundo a qual as empresas podem exportar somente depois de terem vendido uma parte de sua produção no mercado doméstico.

{module Form RD}

O governo regula o preço do óleo de palma vendido sob o esquema DMO, que é canalizado para um programa de óleo de cozinha barato.

As autoridades também revisarão o preço definido para o DMO, segundo o comunicado divulgado na noite de segunda-feira. Sob o DMO, o preço do óleo de palma bruto está atualmente limitado a 9.300 rupias (0,61 dólar) por quilo, e o preço da oleína é limitado a 10.300 rupias.

Atualmente, a Indonésia permite que as empresas exportem seis vezes o volume que venderam para o mercado interno.

A Indonésia, maior produtor mundial de óleo de palma, suspenderá algumas licenças de exportação de óleo de palma existentes até o final de abril, disseram autoridades na segunda-feira, já que os exportadores acumularam grandes cotas para remessas desde o final do ano passado.

No entanto, as autoridades disseram que as empresas podem obter cotas adicionais de exportação se abastecerem o mercado doméstico.

O grupo industrial Indonesia Palm Oil Board reiterou na terça-feira que as empresas de óleo de palma tinham pouca urgência em aumentar suas vendas de DMO para garantir a cota de exportação devido à fraca demanda por suas exportações e altas taxas de exportação.

“O imposto de exportação de 52 dólares por tonelada deve ser suspenso até depois do Eid al-Fitr”, disse o presidente Sahat Sinaga a repórteres, de modo que as empresas de óleo de palma foram encorajadas a exportar e, por sua vez, aumentar seu cumprimento de DMO para garantir mais cotas de exportação.

O contrato de óleo de palma de referência na Malásia subiram mais de 2% na terça-feira após a movimentação na Indonésia.

Fonte: Bernadette Christina Munthe | Notícias Agrícolas 

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.