Indústria de SAF nos EUA está atrasada em relação à meta de 2030, afirmam analistas

Indústria de SAF nos EUA está atrasada em relação à meta de 2030, afirmam analistas
Imagem: Pixabay

A produção norte-americana de Combustível de Aviação Sustentável (SAF) está abaixo da meta estabelecida pelo presidente dos EUA, Joe Biden, de 11,35 bilhões de litros por ano até 2030, conforme apontado por analistas citados em um relatório da Reuters.

A meta definida por Biden em 2021 representa um significativo aumento em relação aos atuais 59,8 milhões de litros (15,9 milhões de galões) por ano, conforme dados do governo dos EUA. No entanto, a estimativa da produção total de SAF nos EUA até 2030 é de apenas 7,9 bilhões de litros (2,1 bilhões de galões), de acordo com a S&P Global Commodity Insights, baseada em projetos futuros.

O analista da Wood Mackenzie, Gordon McManus, afirmou no relatório de 1º de novembro que “são necessários investimentos substanciais adicionais para atingir essa meta de 11,35 bilhões de litros por ano.”

O foco principal está no SAF, uma vez que as tecnologias de bateria e hidrogênio não são esperadas para contribuir significativamente para a redução das emissões na aviação até depois de 2050, conforme indicado pelo Departamento de Energia dos EUA.

É fundamental ressaltar que as metas estão relacionadas à produção doméstica, não ao consumo. Corey Lavinsky, da S&P Global Commodity Insights, esclareceu que, na situação atual, as companhias aéreas podem optar por não usar SAF. Isso se deve ao custo em comparação com o combustível de aviação convencional. A obrigatoriedade do uso do SAF eliminaria essa opção.

O cenário atual do SAF nos EUA e as metas ambientais da aviação

De acordo com a Argus Media, agência de preços de commodities e energia, os preços do combustível de aviação nos EUA eram aproximadamente US$ 2,85 por galão no período do relatório. Já os preços do SAF atingiam cerca de US$ 6,69 por galão.

Grandes companhias aéreas, como a Delta Air Lines e a Southwest Airlines, prometem substituir 10% do combustível de aviação por SAF até 2030. No entanto, o SAF representa apenas 0,1% do total de combustível de aviação nos EUA, segundo a Reuters.

Os desafios no setor incluem custos em alta e problemas de fornecimento. Segundo pesquisa da GE Aerospace, mais apoio é crucial para atingir as metas de emissões líquidas zero até 2050. A pesquisa foi encomendada antes da Paris Airshow em junho.

Os produtores de SAF nos EUA recebem até US$ 1,75/galão de crédito fiscal pela Lei de Redução da Inflação. No entanto, analistas indicam que isso pode não cobrir margens reduzidas. Segundo McManus, da Wood Mackenzie, decidir investir em SAF, em vez de diesel renovável, é desafiador devido às atuais condições.

Os custos do projeto para o SAF permanecem elevados. Isso se deve ao processamento adicional necessário para a produção. Além disso, enfrentam desafios no fornecimento de matérias-primas, como o óleo de cozinha usado, conforme relatado pela Reuters.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.