Influenza Aviária: São Paulo segue adotando medidas de vigilância e prevenção da doença



Imagem: Freepik


A Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) através de sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) por meio do seu Programa Estadual de Sanidade Avícola (PESA) vem realizando atividades de vigilância ativa para Influenza Aviária em todo os Estado de São Paulo.

Na semana de 15 a 19 de maio, foi realizada uma nova incursão no complexo estuarino-lagunar de Cananéia – Iguape – Ilha Comprida, sendo percorridos mais de 80 km de praias, realizando colheitas de amostras de aves de vida livre e sendo observadas 520 aves para verificação de existência de sintomatologia compatível com a Influenza Aviária de Alta Patogenicidade.

{module Form RD}

Na ocasião também foram fiscalizadas 32 residências com presença de criações de aves de subsistência, sendo amostradas 235 aves para pesquisa de existência de circulação do vírus da Influenza aviária.

O PESA estabeleceu estreita relação de cooperação com os Projetos de Monitoramentos de Praias, através de sua coordenação geral, sendo realizadas trocas de informações diárias sobre a situação nas praias paulistas, no tocante ao aparecimento de aves mortas e ou com sintomas.

Foram estabelecidas nos mesmo moldes, parcerias com a Fundação Florestal / Coordenadoria de Parques e Parcerias / Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA)/ Coordenadoria de Fauna Silvestre (CFS) da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo, o que abrange a vigilância para todo o Estado.

Os eventos com aglomerações de aves seguem proibidos no Estado de São Paulo, de acordo com a Portaria MAPA nº 572/2023.

A existência de casos suspeitos de Síndromes Respiratórias e Nervosas das Aves é comum, não é específica para esta época em questão, sendo que em sua totalidade, estas são sempre investigadas de acordo com normas e procedimentos estabelecidos previamente.

Não existe no momento suspeita para Influenza Aviária de Alta Patogenicidade no Estado de São Paulo, que esteja em análise no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA/SP), ou mesmo com resultado positivo emitido para Influenza Aviária, com isso o Estado não deve no momento adotar nenhuma medida sanitária emergencial.

As aves silvestres de vida livre são também vítimas da influenza aviaria de alta patogenicidade e toda suspeita deve ser notificada ao serviço veterinário oficial (pesa@cda.sp.gov.br ou https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/enderecos).

A Defesa Agropecuária informa ainda, que não existe qualquer restrição ao consumo de ovos e carne de aves em razão dos focos existentes no Brasil.

“Além disso, a CDA continua contando com o apoio de produtores, responsáveis técnicos e demais profissionais da avicultura que seguem mantendo e intensificando as medidas de biosseguridade, para que a doença permaneça longe dos plantéis comerciais”, diz Luís Fernando Bianco, coordenador da CDA.

Com relação à publicação da Portaria MAPA nº 587/2023, a mesma é específica para a esfera federal. 

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.