Leilão de biodiesel vende 1,19 bi litros; preço sobe 43,6%, aponta ANP

O 75º leilão de biodiesel negociou 1,19 bilhão de litros para atendimento à mistura de 10% em setembro e outubro, com o preço médio subindo 43,6% ante o certame para atender o bimestre anterior, informado a reguladora ANP nesta segunda-feira.

O preço médio de negociação foi de 5.043 real / litro, sem considerar a margem da adquirente, e o valor total negociado atingiu o patamar de 6 bilhões de reais, refletindo um ágio médio de 20,64% quando comparado com a média ponderada dos Preços Máximos de Referência.

A forte alta no preço ocorreu apesar do governo ter reduzido provisoriamente o percentual da mistura de 12% para 10%, devido a altos preços da soja, a principal matéria-prima utilizada para a produção do biocombustível.

O leilão L75 foi realizado após muita polêmica e uma disputa jurídica entre governo, ANP e produtores de biodiesel.

O certamente para atender o bimestre de setembro / outubro de certeza ter sido realizado para atender uma mistura obrigatória em vigor no país de 12% de biodiesel sem diesel.

Mas devido a uma alegada falta de matéria-prima o governo determinou a redução provisória no “blend” para 10%, o que irritou as empresas produtoras do biocombustível.

{module 442}

O certamente anterior foi cancelado pela ANP em meio a reclamações de distribuidoras de elevados preços do biocombustível.

Após uma disputa judicial, as empresas aceitam participar do leilão sem novas ações na Justiça, mediante acordo com o governo que prevê a formação de um grupo de trabalho com o setor privado para impasses do debatedor, incluindo questões sobre a oferta de matéria-prima.

No Brasil, mais de 70% do biodiesel é produzido a partir de óleo de soja, oleaginosa que vem sendo muito demandada para a exportação neste ano, principalmente pela China.

Juntamente, com o câmbio, isso tem elevado os custos do setor de biodiesel, o que acaba impactando como distribuidoras, compradoras do biocombustível para a realização da mistura.

Solicitação à negociação de todo o volume disponível nas etapas para atendimento à mistura obrigatória, não foram eliminados como etapas para mistura voluntária, acrescentou a ANP.

O volume negociado ficou ligeiramente acima do banco pela Ubrabio, a partir de dados preliminares.

Fonte: Notícias Agrícolas

LEIA TAMBÉM:

{module 441}

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.