Mercado de Commodities: Desafios da Atualidade



Imagem: Pixabay


O retorno dos valores das commodities tem sido um tema relevante no mercado atual. Antes de discutir esse retorno, é importante compreender o que ocorreu no passado.

A história desempenha um papel significativo no mercado, e muitos utilizam os históricos de preços para embasar estratégias comerciais, estimativas de crescimento e decisões de compra e venda. Cada movimento de alta ou baixa nos preços está ligado a uma série de eventos, como problemas climáticos que afetam a produção de matérias-primas.

{module Form RD}

No contexto da pandemia de COVID-19, o mercado foi impactado de forma abrangente. O lockdown implementado em diversos países restringiu as atividades não essenciais, permitindo apenas que fábricas de alimentos, higiene e limpeza, e outros setores essenciais operassem. No entanto, mesmo essas fábricas enfrentaram desafios, como a necessidade de limpezas mais frequentes e a diminuição na produtividade.

Uma fábrica operando abaixo de sua capacidade total enfrenta custos de produção mais elevados, e isso ocorreu devido à redução na produção durante a pandemia. Além disso, os governos forneceram auxílio financeiro às pessoas afetadas economicamente, o que aumentou o poder de compra e impulsionou a demanda por produtos e serviços, incluindo o setor de “home office”.

Esses fatores resultaram em um cenário inflacionário, com aumento de preços das commodities devido à escassez de oferta e alta demanda. Um exemplo é o óleo de palma, que alcançou valores históricos durante a pandemia. No entanto, a logística internacional também foi afetada, com atrasos nos portos e dificuldades operacionais.

No mercado nacional, houve momentos de retração nos preços, seguidos por novas altas devido ao aumento da demanda. O óleo de palma bruto atingiu seu pico de preço em março a junho de 2022, superando R$ 10,00/kg na forma refinada.

Com a diminuição dos casos de COVID-19 e o retorno à normalidade, espera-se um gradual retorno à estabilidade nas produções e demandas. No entanto, é importante destacar que os preços geralmente não retornam aos patamares mínimos anteriores, permanecendo em níveis mais elevados.

No momento atual, observa-se uma queda nos preços das commodities, incluindo o óleo de palma. A demanda reduzida e a pressão dos compradores têm levado a essa diminuição. O óleo de palma bruto está sendo comercializado por cerca de R$ 5,80/kg em São Paulo, e espera-se uma queda contínua devido à baixa demanda generalizada.

É fundamental mencionar que existem diversas unidades e especialistas trabalhando com diferentes matérias-primas, prontos para atender às necessidades das empresas. Caso haja interesse ou dúvidas, estamos disponíveis para consulta e prontos para auxiliar.

   Por: Heitor Pereira 

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.