Milho e soja: Quanto a Argentina deverá produzir?


Imagem: Pixabay

O clima na Argentina está atualmente mais seco e mais quente do que o normal. Dito isso, o especialista Michael Cordonnier, da Soybean & Corn Advisor, Inc, escreveu um relatório estimando a produção de soja e milho do nosso país vizinho para a safra 2021/2022.

{module Form RD}

Nesse cenário, a área plantada com milho em 2021/22 da Argentina aumentou 10%, para 6,8 milhões de hectares, com uma produção de 52 a 54 milhões de toneladas. Se verificado, isso seria até 3,5 a 5,5 milhões de toneladas acima da estimativa atual de 48,5 milhões de toneladas para a safra 2020/21.

“Nos últimos anos, o milho plantado tardiamente teve um desempenho muito bom, melhor do que o milho plantado antecipadamente em muitos casos. Os agricultores gostam desse plantio dividido porque diminui o risco de clima adverso durante o período crítico de polinização. Além disso, o milho plantado precocemente em algum momento pode ter problemas de germinação e população de plantas devido às condições de seca”, comenta ele.

Na mesma análise ele afirma que a área plantada de soja da Argentina 2021/22 caiu 0,6%, para 16,5 milhões de hectares, com produção de 50 a 51 milhões de toneladas. Caso isso realmente aconteça, seria até 4 a 5 milhões de toneladas acima da estimativa atual de 46 milhões de toneladas para a safra 2020/21.

“A Argentina tem um custo de produção menor para a soja em comparação com o Brasil e os Estados Unidos, mas as taxas de exportação de 31 a 33% consomem a maior parte da margem. Os impostos de exportação sobre a soja e seus produtos são uma importante fonte de receita para o governo federal e não se espera que a situação melhore tão cedo. O governo federal se encontra em uma situação financeira terrível, incapaz de pagar seus empréstimos ao FMI e outros credores. O governo federal não pode se dar ao luxo de abrir mão de nenhuma receita proveniente do imposto de exportação da soja, especialmente porque a arrecadação tributária caiu devido à menor produção em 2021/22”, conclui.

Por: Leonardo Gottems | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.