Ministério da Agricultura do Equador cria “cerca epidemiológica” e controla o primeiro caso de gripe aviária


Imagem: Pixabay


A doença afeta aves domésticas e silvestres, mas não é transmitida ao homem pelo consumo de carne e/ou ovos. O fornecimento de qualidade desses produtos é garantido.

O Ministério da Agricultura e Pecuária (MAG) do Equador, por meio da Agência de Regulação e Controle Fitossanitário e Zoossanitário (Agrocalidad), ativou uma “cerca epidemiológica” para controlar o primeiro caso de influenza aviária H5, detectado em uma avicultura fazenda de produção na província de Cotopaxi, no Equador, segundo informações do governo.

A detecção ocorre como resultado dos controles que a Agrocalidad realiza periodicamente e que aumentaram devido aos alertas apresentados na Colômbia, Peru e México sobre casos positivos de gripe aviária, uma doença altamente patogênica.

{module Form RD}

Durante essas verificações, foram coletadas 24 amostras, correspondentes à unidade produtiva afetada (fazenda), que foi intervencionada, e onde os técnicos da Agrocalidad ativaram os protocolos estabelecidos no Plano Nacional de Contingência da Gripe Aviária, emitido através da Resolução 040 de 2016.

Patricio Almeida, Diretor Executivo da Agrocalidad, afirmou que esses protocolos incluem quarentena, vigilância e amostragem da população aviária suscetível ao contágio na área. “O objetivo é determinar se pode haver outras infecções potenciais”, disse o funcionário. Acrescentou que, neste momento, a população de aves afectadas não ultrapassa os 0,15% do total nacional e está geolocalizada . Desta forma, o surto -até agora- está sob controle.

Conforme apontado pelo Ministério, a doença não afeta o consumo de carne e ovos, nem as pessoas que consomem os produtos.

O controle e erradicação da gripe aviária é feito com o objetivo de manter a produtividade do setor avícola nacional, que conta com 1.810 granjas e gera 1.800 milhões de dólares, o que representa 23% do PIB Agrícola, contribuindo com 300.000 empregos. Além disso, produz 500.000 toneladas de frango e 3.000 milhões de ovos por ano.

Os cidadãos são chamados a manter-se informados através dos canais oficiais.

Fonte: Notícias Agrícolas 

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.