Ministro da Agricultura destaca expectativa de ampliação nos negócios entre Brasil e China



Imagem: Pixabay


Após encontros com autoridades chinesas e empresários na sexta-feira (24), o ministro Carlos Fávaro falou sobre as ações brasileiras para fortalecer a parceria comercial entre os dois países.

O Ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, considerou positivas as reuniões realizadas pela comitiva do ministério junto ao governo e empresários chineses, na sexta-feira (24), para tratar de novas oportunidades econômicas entre o Brasil e a China. Durante todo o dia, o ministro participou de seminários, reuniões e encontros com esse objetivo. Em todos, Fávaro reafirmou a importância do fortalecimento da relação comercial com o país asiático.

{module Form RD}

“Falamos de oportunidades de crescimento, de novos produtos para nossos negócios, da geração de novos empregos. Foi um dia de reuniões preparando protocolos que vão ser assinados pelo presidente Lula e o presidente da China, Xi Jinping”, disse o ministro.

Ele participou de dois seminários realizados pelo Mapa e a Embaixada do Brasil para discutir a inclusão de produtos agrícolas na carteira de negócios dos países, o uso da biotecnologia, o aumento de investimentos no setor e as parcerias na área de infraestrutura, entre outros assuntos. Os eventos serviram para aproximar empresários brasileiros e chineses nos setores em que Brasil e China atuam em conjunto e para a discussão de oportunidades de comércio, investimentos e cooperação entre eles.

Para o diretor do Departamento de Promoção Comercial e Investimentos da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Marcel Moreira, os encontros ainda foram oportunidade para que o Brasil reforçasse os aspectos de qualidade, sanidade e confiabilidade do produto brasileiro.
“Os seminários foram importantes também para reforçarmos os laços afetivos entre Brasil e China, o interesse brasileiro de cooperação e para vermos que existe muito espaço para aumentar a relação comercial entre os dois países”, avaliou Marcel Moreira.

Pesquisa

No Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China, Fávaro conversou sobre os termos de cooperação de pesquisa entre a Embrapa e o órgão equivalente chinês. A neutralização da emissão de carbono, com destaque para o programa ABC, o uso de biopesticidas e bioinsumos, considerados para baratear o custo da produção agrícola de forma ecologicamente correta, foram alguns dos assuntos abordados pelo ministro durante a visita.
“A China tem um grande estudo de pesquisa nesse sentido que vai ser muito importante para o Brasil”, disse.

Mais investimentos

Outro compromisso do ministro foi na principal empresa chinesa de investimentos no agronegócio brasileiro, a Cofco, que é a maior compradora de soja, milho, cana-de-açúcar e o maior trader (comerciante) do agronegócio chinês que opera no Brasil. Segundo informou, a reunião com o chairman da Cofco e estrategistas da empresa teve como foco novas oportunidades de negócios com o Brasil.

“Fomos levar a eles nossas mensagens de reciprocidade, de intensificar nossos negócios em agricultura com sustentabilidade, falamos de infraestrutura logística – e eles já estão investindo no Porto de Santos para ajudar nossa infraestrutura ficar mais competitiva para ganharmos mais espaço no mercado chinês”, disse Fávaro.

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.