MP autoriza Conab a importar 1 milhão de toneladas de arroz

MP autoriza Conab a importar 1 milhão de toneladas de arroz
Imagem: Pixabay

Governo Lula publica medida provisória autorizando Conab a importar até 1 milhão de toneladas de arroz, beneficiado ou em casca, excepcionalmente. Leilões públicos a preços de mercado realizarão as operações, devido à tragédia que assola o Rio Grande do Sul, maior produtor do alimento, uma iniciativa que, por outro lado, contraria os interesses do setor.

Conforme o texto da MP, o governo federal fará essas compras para recompor os estoques públicos. “Preferencialmente, os estoques se destinarão à venda para pequenos varejistas das regiões metropolitanas, dispensando a utilização de leilões em bolsas de mercadorias ou licitação pública para a venda direta”, destacou o parágrafo único da MP de número 1.217, de 2024.

Na quarta-feira, em entrevista à Reuters, o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Estado (Federarroz), Alexandre Velho, havia mencionado que era desnecessária uma medida para importação de arroz pelo governo brasileiro para supostamente evitar impactos na inflação devido às enchentes no Rio Grande do Sul.

Apesar das inundações, afirmou Alexandre Velho, os gaúchos ainda produzirão mais do que no ano passado. “Sem motivo, a medida não é necessária… Não tem nenhuma razão para o governo fazer isso, trazendo novamente um desestímulo se os preços caírem”, disse, em entrevista por telefone.

Além disso, o presidente da Conab, Edegar Pretto, disse em comunicado que o objetivo da MP também é evitar especulação e impactos na inflação. “Além de não deixar faltar arroz no país, com esta medida, vamos garantir que o preço não suba em função da especulação de alguém que queira se aproveitar da situação que vive o Rio Grande do Sul”, afirmou Pretto.

Definições

Conab e ministérios definirão quantidade de arroz a adquirir, condições de venda e possibilidade de deságio.

Durante a vigência da MP, o Ministério da Agricultura dispensará a certificação prevista em uma lei de 2000, que estabelece condições técnicas e operacionais. Bem como a documentação pertinente, para a qualificação dos armazéns destinados à atividade de guarda e conservação de produtos agropecuários.

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.