Navio de carga que levava matéria-prima para biodiesel da Malásia para a Itália é atacado pelos houthis em protesto contra bombardeio de Israel em Gaza

Navio de carga que levava matéria-prima para biodiesel da Malásia para a Itália é atacado pelos houthis em protesto contra bombardeio de Israel em Gaza
Imagem: Adobe Stock

Os houthis do Iêmen disseram que atingiram com um míssil um navio-tanque comercial norueguês que transportava matéria-prima para biodiesel da Malásia para a Itália, em seu mais recente protesto contra o bombardeio de Israel em Gaza, informou a Reuters.

O grupo alinhado ao Irã atacou o navio-tanque STRINDA quando ele estava entregando petróleo bruto a um terminal israelense e depois que sua tripulação ignorou todos os avisos, disse o porta-voz militar dos houthis, Yehia Sarea, em um comunicado.

De acordo com o proprietário do navio-tanque, a norueguesa Mowinckel Chemical Tankers, a embarcação estava indo para a Itália com uma carga de matéria-prima de biocombustível, e não de petróleo bruto.

No entanto, a empresa reconheceu que uma possível escala em porto israelense estava programada para janeiro, detalhes que não havia oferecido nas horas imediatamente após o ataque de 12 de dezembro no Mar Vermelho, informou a Reuters no dia do ataque.

“Nossos consultores de segurança recomendaram a retenção dessas informações até que o navio e sua tripulação estivessem em águas seguras”, afirmou a empresa em um comunicado.

Segundo a Kpler, o STRINDA carregou óleo vegetal na Malásia e seguia para Veneza. A Eni confirmou que transportava 15.000 toneladas de resíduos. As forças armadas de Israel enviaram a corveta S’ar 6 ao Mar Vermelho após o ataque.

O destróier Mason, da Marinha dos EUA, atendeu aos pedidos de socorro do STRINDA. Ajudou a tripulação, que enfrentava um incêndio, conforme relatado pelo exército dos EUA. Um míssil de cruzeiro terrestre disparado pelos houthis, controlados no Iêmen, atingiu o STRINDA, conforme afirmado pelos militares dos EUA.

Tensões crescentes no Oriente Médio: Houthis atacam navio em meio ao conflito Israel-Hamas

Com as tensões aumentando no Oriente Médio devido ao conflito entre Israel e Hamas, os Houthis atacaram embarcações em rotas marítimas cruciais. Eles lançaram drones e mísseis a mais de 1.609 km de sua base em Sanaa, capital do Iêmen, como relatou a Reuters.

Em 9 de dezembro, os Houthis anunciaram que visariam todos os navios indo para Israel, independentemente da nacionalidade, e alertaram as empresas de transporte marítimo internacional contra negociações com portos israelenses. Contudo, a condição para encerrar isso é a permissão de Israel para entrada de alimentos e ajuda médica em Gaza.

No momento do relatório, as autoridades houthis não responderam ao pedido de comentário. O governo israelense também não fez comentários imediatos. O porta-voz Houthi afirmou que o grupo manterá o bloqueio de navios para os portos israelenses. A condição para encerrar isso é a permissão de Israel para entrada de alimentos e ajuda médica em Gaza.

Israel negou ter restringido a entrada de alimentos, água, medicamentos e abrigo na Faixa de Gaza, segundo o relatório.

O porta-voz Houthi disse que o grupo conseguiu obstruir a passagem de vários navios nos últimos dias, agindo em apoio aos palestinos.

Os houthis fazem parte do “Eixo de Resistência”, alinhado ao Irã. Eles têm atacado alvos israelenses e norte-americanos após o ataque do Hamas a Israel em 7 de outubro.

Israel respondeu sitiando Gaza com o objetivo declarado de destruir o Hamas, escreveu a Reuters. Portanto, a situação na região permanece delicada e sujeita a escaladas.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.