Novas pesquisas mostram que os surfactantes podem fazer com que os produtos químicos encontrados em aerossóis durem mais no ar

Novas pesquisas mostram que os surfactantes podem fazer com que os produtos químicos encontrados em aerossóis durem mais no ar
Imagem: Adobe Stock

Uma pesquisa britânica revelou a presença de produtos químicos perigosos em aerossóis. Esses produtos são comuns em atividades como cozimento e limpeza. Eles podem se manter no ar por mais tempo ao se “protegerem” em estruturas 3D formadas por surfactantes.

O estudo foi liderado pela Universidade de Birmingham e Bath em colaboração com a Central Laser Facility do Science and Technology Facilities Council. Ele foi publicado na revista Accounts of Chemical Research e recebeu financiamento principalmente do Natural Environment Research Council.

A equipe de pesquisa investigou o comportamento do ácido oleico, um surfactante. Eles analisaram como ele formou estruturas nanoescala. Isso influenciou sua interação com outros produtos químicos atmosféricos.

A Universidade de Birmingham informou em seu site em 12 de setembro que realizou experimentos com misturas cada vez mais complexas de surfactantes para estabelecer o impacto de uma ampla gama de componentes de aerossóis.

Atividades cotidianas, como cozinhar e limpar, comumente criam aerossóis. Como as pessoas passam em média 90% do tempo em ambientes fechados na vida moderna, é necessário compreender como o uso nesses ambientes os gera. Sabe-se que o ácido oleico se auto-organiza em uma série de nanoestruturas 3D. Algumas são altamente viscosas e podem retardar o envelhecimento e, portanto, a decomposição dos principais componentes químicos dos aerossóis”, disse o Prof. Christian Pfrang, da Universidade de Birmingham, que liderou o trabalho.

A Universidade de Birmingham, liderada por Christian Pfrang, conduziu o trabalho e afirmou que seus estudos experimentais complexos em várias escalas estão intimamente relacionados à modelagem computacional personalizada. Isto indica que essas estruturas podem oferecer um escudo eficaz para produtos químicos nocivos comuns, que podem persistir na atmosfera por mais tempo e viajar muito mais longe”.

Surfactantes em aerossóis: Proteção química e desafios ambientais

Combinando estudos, em resumo, os pesquisadores estabeleceram que materiais reativos e nocivos podem ser protegidos dentro de partículas de aerossol e sob conchas altamente viscosas. Aumenta-se o tempo de permanência na atmosfera por conta disso.

Realizamos uma série de estudos experimentais para investigar a auto-organização em partículas no ar, bem como em superfícies sólidas e flutuando na água.

A análise, afinal, seguiu a estrutura em escala nanométrica desses aerossóis, utilizando dispersão de raios X de ângulo pequeno e microscopia Raman para investigar seu comportamento químico. A equipe desenvolveu modelos de computador complementares, contudo, para entender como os surfactantes poderiam se organizar na atmosfera.

Os pesquisadores descobriram que os surfactantes podem se organizar em diferentes tipos de estruturas 3D quando misturados com outros componentes de aerossol encontrados na atmosfera. Essa auto-organização, portanto, reduziu significativamente a reatividade dos produtos químicos, o que aumentou sua vida útil. Uma crosta do produto pode se formar na superfície das partículas, protegendo materiais perigosos e prolongando o tempo em que eles podem persistir na atmosfera.

“A questão crucial agora é: qual é a importância desses processos que quantificamos cuidadosamente no laboratório em condições reais?” Além disso, o professor disse que começou a coletar amostras de aerossol para análise em áreas onde se esperavam altas concentrações de surfactantes, como as cozinhas dos estudantes.

São necessárias mais pesquisas. Precisamos entender como essas estruturas agem em ambientes externos e internos. Isso afeta a qualidade do ar e a saúde humana.

Nesse meio tempo, o Prof. Pfrang recomendou abrir uma janela enquanto cozinha e limpa para melhorar a ventilação.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.