Onda de calor deve prejudicar produção de trigo na Índia em 2023



Imagem: Pixabay


País já enfrentou problemas relacionados ao clima no ano passado.

Uma onda de calor no norte e centro da Índia ameaça a produção de trigo doméstica, ainda em fase de amadurecimento. Caso a previsão se confirme, será o segundo ano consecutivo que a safra indiana sofrerá danos em virtude das condições climáticas.

{module Form RD}

A redução da colheita em meio à queda dos estoques para o nível mais baixo em seis anos deve forçar o país, que é o segundo maior produtor mundial do grão, a permitir importações após proibir as exportações no ano passado.

“O inverno ainda não terminou, mas durante o dia as temperaturas sobem como no verão”, disse o agricultor Rameshwar Chowdhury à Reuters. “Estamos irrigando as plantações para limitar o impacto, mas não podemos fazer nada além disso”, completou.

O Departamento Meteorológico da Índia disse que a temperatura máxima em algumas áreas de cultivo saltou acima dos 39° C por alguns dias em fevereiro, quase 10° C acima do normal. Também foi informado que o país provavelmente sofrerá outra onda de calor neste mês, especialmente nos principais estados produtores no centro e norte.

Temperaturas mais altas causam o amadurecimento precoce da safra, o que pode levar os grãos a murcharem como no ano passado, disse Chowdhury.

Gopilaal Jaat, que também trabalha com o cereal, afirmou que a possível onda de calor em março pode prejudicar ainda mais a safra, que já mostra sinais de estresse.

No ano passado, uma onda de calor em março reduziu a produção de trigo para 100 milhões de toneladas, contra a estimativa do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) de consumo local de 103,6 mi de t.

Em janeiro de 2023, a Índia estimou que a produção anual poderia se recuperar para um recorde de 112,2 mi de t, mas os órgãos comerciais estão menos otimistas devido ao clima.

“Reduzimos a estimativa de 109 mi de t para 103 mi de t”, disse um negociante de Nova Délhi, acrescentando que a produção pode cair para cerca de 100 mi de t se as temperaturas permanecerem acima do normal em março.

Fonte: Datagro

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.