Plantio de cereais de inverno avança na Serra catarinense

Imagem: Pixabay


Com o apoio do Governo do Estado, Santa Catarina pretende ampliar em 20 mil hectares a área plantada com cereais de inverno, reduzindo a dependência de milho e os custos de produção de carnes e leite. Na Serra catarinense, os produtores já começaram o plantio e estão confiantes com a safra. Na última sexta-feira (09), o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, esteve em Palmeira acompanhando a semeadura de trigo na propriedade do Heleno Fiabane, associado da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil).

{module Form RD}

“Tradicionalmente em Santa Catarina, no período de inverno, fazia-se apenas uma cobertura verde para facilitar a rotação de cultura, agora com os cereais de inverno o produtor passa a ter mais uma alternativa de renda. A agropecuária catarinense tem crescido muito nos últimos anos, e tem importado milho de outros estados para suprir a demanda. Nós estamos investindo fortemente no subsídio de sementes cereais de inverno, da ordem de 50%, para que o produtor invista na produção para fornecer insumos para a fabricação de ração. Ficamos muito felizes que o programa está sendo bem aceito”, ressalta o secretário.

A família Fiabane é uma das beneficiadas pelo Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno Destinados à Produção de Grãos, que irá investir R$ 5 milhões para apoiar o plantio de trigo, triticale, centeio, aveia e cevada em Santa Catarina. Com esta ação, a Secretaria da Agricultura dá uma subvenção de R$ 250 por hectare efetivamente plantado com cereais de inverno, num limite de 10 hectares por produtor.

“O governo abraçou a causa e está dando todo o suporte para nós. A terra ficava parada no inverno, apenas fazíamos a cobertura, agora com o incentivo do governo e o apoio das cooperativas, nós vamos investir no plantio visando maior rentabilidade para a família. Em função do preço pago, nós escolhemos o trigo, vamos plantar duas variedades aqui. Além disso, ele vai ajudar a fazer uma rotação de culturas e melhorar o solo”, destaca Heleno.

O cultivo de grãos de inverno é uma alternativa para reduzir a dependência de milho, os custos de produção e aumentar competitividade da cadeia produtiva de carnes. Para que o Projeto tenha sucesso, a Secretaria conta com parceiros em todos os elos do setor produtivo: cooperativas, produtores rurais e agroindústrias. 
“Com esse incentivo do Governo do Estado através da secretaria, nós já recebemos este ano em torno de 250 mil sacos de cereais de inverno. Isso é muito importante porque ocupa os momentos de ociosidade dos silos da cooperativa, nos meses de outubro a novembro. Ao mesmo tempo, vamos fazer uma cobertura de solo e dar uma renda adicional aos produtores. São três vantagens ao mesmo tempo”, complementa o presidente da Cravil, Harry Dorow.

Como funciona o Projeto
Os produtores rurais procuram as cooperativas agropecuárias participantes do Projeto para manifestar o interesse em fazer a semeadura de cereais de inverno. As cooperativas fornecem sementes e insumos para o plantio e o produtor faz o pagamento ao final da safra, quando entrega os grãos e recebem o subsídio de R$ 250 por hectare cultivado.

Os grãos entregues pelos produtores às cooperativas são destinados a agroindústrias e fábricas de ração instaladas no estado. O Projeto segue o modelo do Programa Terra Boa, bastante conhecido pelos produtores rurais de Santa Catarina.

O incentivo para produção de cereais de inverno vem complementar outras ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para aumentar o fornecimento de insumos.

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.