Preços do milho pouco alterados com feriado trazendo mais lentidão


Imagem: Pixabay


O mercado brasileiro de milho manteve preços pouco alterados nessa semana mais curta de negócios, diante do feriado desta quinta-feira. E, com o feriado, a semana foi ainda mais lenta na comercialização. As cotações não oscilaram tanto, diante da oferta contida em muitas praças e com as recentes altas para o milho na Bolsa de Chicago dando sustentação ao cereal nos portos.

Não houve grandes variações nos preços, mas houve uma sustentação melhor na comparação com a semana anterior, quando os preços cederam mais com a oferta crescente.

No balanço dos últimos sete dias, entre a quinta-feira (27 de maio) e esta quinta-feira (03 de junho), o milho no Porto de Santos na base de compra subiu de R$ 84,00 para R$ 85,00 a saca, alta de 1,2%.

O preço do milho em Campinas/CIF no mesmo comparativo subiu na venda de R$ 100,00 para R$ 103,00 a saca, alta de 3%. Na região Mogiana paulista, o cereal se manteve estável na venda em R$ 102,00 a saca.

Em Cascavel, no Paraná, no comparativo semanal, o preço subiu de R$ 96,00 para R$ 97,00 a saca, alta de 1,0%. Em Rondonópolis, Mato Grosso, a cotação recuou de 84,00 a saca para R$ 83,00 (-1,2%). Já em Erechim, Rio Grande do Sul, o valor caiu de R$ 98,00 para R$ 97,00 a saca, baixa de 1,0%.

Em Uberlândia, Minas Gerais, as cotações do milho se mantiveram em R$ 95,00 a saca. Em Rio Verde, Goiás, o mercado seguiu estável em R$ 93,00.

{module Form RD}

EXPORTAÇÕES

As exportações de milho do Brasil apresentaram receita de US$ 4,420 milhões em maio (21 dias úteis), com média diária de US$ 210,5 mil. A quantidade total de milho exportada pelo país ficou em 13,919 mil toneladas, com média de 662,9 toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 317,60.

Em relação a maio de 2020, houve baixa de 37,23% no valor médio diário da exportação, queda de 46,83% na quantidade média diária exportada e valorização de 18,06% no preço médio. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços e foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

Por: Lessandro Carvalho | Safras & Mercado

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.