Promovendo a inclusão e transformando vidas: Conheça a Casa 1



Imagem: Adobe Stock


A diversidade sexual e de gênero é um tema de extrema relevância na sociedade contemporânea. A comunidade LGBTQIAPN+ tem desempenhado um papel fundamental na luta pelos direitos e pela inclusão, enfrentando desafios e conquistando avanços significativos ao longo dos anos.

É crucial confrontarmos a dura realidade que muitos indivíduos pertencentes a essa comunidade ainda encaram. Segundo o Dossiê de Mortes e Violências contra LGBTQIAPN+ no Brasil de 2022, a cada 32 horas uma pessoa LGBTQIAPN+ perdia a vida em nosso país.

{module Form RD}

Entre os anos 2000 e 2022, foram documentados 5.635 óbitos resultantes de homofobia e transfobia, dos quais mais de 80% foram classificados como assassinatos. No entanto, é importante salientar que esses números representam apenas a superfície do problema, já que muitos casos não são oficialmente reportados.

Além disso, o Brasil mantém o triste título de líder mundial em assassinatos de pessoas trans há 14 anos consecutivos.

Essas estatísticas revelam a sombria realidade em que muitos indivíduos LGBTQIAPN+ vivem, constantemente sujeitos ao perigo da violência e discriminação simplesmente por serem autênticos em relação a si mesmos e por amarem quem desejam.

É nossa responsabilidade construir uma sociedade inclusiva, onde a diversidade seja celebrada e todas as vidas sejam valorizadas. Devemos compreender a importância da segurança, do respeito e da dignidade de todas as pessoas LGBTQIAPN+.

No mês do Orgulho LGBTQIAPN+, a Aboissa teve o prestígio de poder entrevistar a Casa 1, uma organização que tem desempenhado um papel fundamental na promoção da inclusão e no apoio a pessoas da comunidade em situação de vulnerabilidade.

A Casa 1 tem extrema importância no cenário LGBTQIAPN+ de São Paulo, pois além de oferecer abrigo, a instituição ainda conta com assistência jurídica, apoio psicológico e auxílio social gratuito.

Confira a entrevista na íntegra:

Aboissa: Nos conte pouco sobre a história e missão da Casa 1 e como ela tem impactado a comunidade LGBTQIAPN+?

Casa 1: Fundada em 2017, a Casa 1 é um projeto da sociedade civil que tem como propósito acolher jovens entre 18 e 25 anos que foram expulsos de casa por suas orientações afetivas sexuais e identidade de gênero. O trabalho ocorre em paralelo às atividades do Centro Cultural e da Clínica Social, oferecendo todos os serviços gratuitamente.

Nossa missão é proporcionar um espaço seguro para acolher a comunidade e, desde a fundação, a Casa 1 impactou positivamente a vida de milhares de pessoas, atuando em diversas frentes.

Aboissa: Quais são os serviços oferecidos pela Casa 1 para as pessoas LGBTQIAPN+ em situação de vulnerabilidade?

Casa 1: Desde doações de roupas e kits de higiene pessoal até cursos profissionalizantes e atividades culturais, a Casa 1 oferece uma variedade de serviços para pessoas LGBTQIAPN+ em situação de vulnerabilidade. A meta é que a ONG se torne uma referência no atendimento multidisciplinar da população LGBTQIAPN+ e na luta contra a LGBTfobia estrutural e suas diversas manifestações.

Aboissa: Como a Casa 1 trabalha para proporcionar um ambiente seguro e acolhedor para os residentes?

Casa 1: Promover um ambiente seguro e acolhedor é uma de nossas principais premissas. A promoção da dignidade humana e do bem-estar social de todas as pessoas é uma prioridade, e trabalhamos nesse objetivo por meio de políticas para efetivar o acesso da comunidade LGBTQIAPN+ aos direitos sociais e econômicos, contribuindo para a transformação estrutural da sociedade.

Aboissa: Quais são os principais desafios enfrentados pela Casa 1 na busca por soluções e recursos para ajudar a comunidade LGBTQIAPN+?

Casa 1: A sustentabilidade é o maior desafio que enfrentamos atualmente. O principal obstáculo é demonstrar para a sociedade civil e para instituições parceiras a relevância de nosso trabalho, a fim de garantir recursos financeiros para a continuidade de nossas ações. É um trabalho árduo, pois não contamos com apoio governamental e dependemos exclusivamente de doações para manter as atividades da ONG.

Aboissa: Sabemos que o Dia do Orgulho LGBTQIAPN+ está chegando e gostaríamos de saber qual é a relevância dessa data para a Casa 1 e para a comunidade LGBTQIAPN+ em geral?

Casa 1: No Dia do Orgulho, ganhamos visibilidade para expressar o que defendemos o ano inteiro: que as pessoas LGBTQIAPN+ sejam respeitadas e que todas as existências e corpos sejam legítimos. Além disso, é importante celebrar, a cada ano, as conquistas e avanços alcançados por meio da luta no campo da diversidade.

Aboissa: Quais mensagens vocês gostariam de transmitir para a sociedade nesse dia?

Casa 1: Gostaríamos muito que a visibilidade da pauta LGBTQIAPN+ não se limitasse apenas ao mês de junho. Por isso, a principal mensagem que queremos transmitir é: apoie a causa durante todo o ano!

Aboissa: De que forma empresas e indivíduos podem apoiar a Casa 1 em sua missão de acolher e auxiliar a comunidade LGBTQIAPN+?

Casa 1: Existem várias maneiras de apoiar a Casa 1, desde contribuições por meio de financiamento coletivo até parcerias com empresas. Indivíduos podem fazer doações via Pix ou fornecer roupas e alimentos, por exemplo. Já as empresas podem colaborar por meio de aportes financeiros e parcerias na promoção de cursos e atividades culturais.

Aboissa: Quais são os planos futuros da Casa 1? Existem projetos de expansão ou iniciativas para alcançar um número maior de pessoas LGBTQIAPN+?

Casa 1: Com quase 7 anos de existência, temos muitos planos para a Casa 1. No entanto, antes de tudo, precisamos garantir a sustentabilidade financeira. Portanto, nossa principal meta para os próximos meses é atingir, pelo menos, a primeira meta de nosso financiamento coletivo.

Agradecemos à Casa 1 por compartilhar conosco sobre sua história e visão. É essencial lembrar que a luta por igualdade e respeito não deve se limitar a um único mês. Devemos ter sempre em mente que é necessário apoiar a causa durante todo o ano, para que todos tenham seus direitos garantidos, independentemente de orientações afetivas sexuais e identidade de gênero.

Dependendo exclusivamente de doações e parcerias, a ONG continua a trabalhar arduamente para demonstrar a relevância de seu trabalho e garantir a continuidade de suas ações essenciais.

Para saber mais sobre como ajudar a Casa 1, convidamos você a visitar o site ou contribuir financeiramente em benfeitoria.com/casa1. Juntos, podemos construir um futuro mais inclusivo e igualitário para a comunidade LGBTQIAPN+.

{module Leia Também}

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.