Syngenta lança nova máquina para tratamento de sementes na Argentina

A Syngenta em parceria com a argentina LS Electromecánica desenvolveu uma máquina de tratamento de sementes que visa atender as demandas de produtores e multiplicadores no país vizinho. A nova máquina foi batizada de Piccolo e, de acordo com a Syngenta, é de fácil operação e "grande velocidade" para tratamento profissional de qualquer tipo de semente, cumprindo com todos os requisitos da multinacional para seus produtos biotecnológicos.

 

 

Por ser de tamanho compacto, a Piccolo pode ser facilmente colocada nas instalações de multiplicadores sem muito investimento, segundo as fabricantes. A máquina é semi-automática com rodas que geram mobilidade no galpão e pode ser levada em uma caminhonente. Possui receptores de 40 quilos e chega a tratar a semente em 30 segundos. Com sementes de soja, pode tratar entre quatro e oito toneladas por hora e ainda trata trigo, amendoim, cevada e milho. Foram entregues as primeiras máquinas a grandes concessionários em diversas regiões da Argentina recentemente.

 

 

 

"Lançamos uma nova tencologia para o tratamento profissional de sementes que se maneja com o sistema de lotes e permite aplicar produtos formulados sobre base líquida ou em pó. Seu nome comercial é Piccolo, tem os mesmos processos tecnológicos que as máquinas automáticas, mas com um sistema de manejo que pode ser de semi-automático a manual," declarou Luis Funes, presidente da LS Electromecánica.
 

 

 

"A Piccollo foi desenhada seguindo todas as exigências que detectamos no mercado, que hoje demanda uma máquina mais compacta. Essa tecnologia superou todos os padrões de qualidade que impõe a Syngenta e podemos garantir a aplicação correta dos nossos produtos e uma excelente qualidade final para o produtor," disse Pablo Rugeroni, da equipe SeedCare da Syngenta.

Fonte: Agrolink