Carne suína brasileira está oficialmente no carrinho de compras dos sul-coreanos

A Coreia do Sul publicou a lista de frigoríficos brasileiros habilitados a exportar carne suína para o país. São três unidades, todas em Santa Catarina: BRF de Campos Novos, Aurora Alimentos de Chapecó e Pamplona Alimentos de Presidente Getúlio. A expectativa é de que as vendas sejam de pelo menos 30 mil toneladas por ano.

 

A Coreia do Sul é um dos principais destinos internacionais da proteína, com 50 milhões de consumidores. Desde 2016, o Governo de Santa Catarina estreitou os laços com os asiáticos para agilizar as exportações de carne suína. Em julho, uma comitiva catarinense visitou o país e iniciou as tratativas que resultaram na habilitação de três frigoríficos catarinenses.

 

 

Suinocultura em SC

 

Santa Catarina é o único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e também livre de peste suína clássica, com certificados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), status sanitário que foi decisivo para a abertura de novos mercados.

 

 

O Estado é o maior produtor e exportador nacional de carne suína do país. São cerca de 13 mil criadores integrados às agroindústrias e independentes, que produziram, em 2016, 969 mil toneladas de carne suína. Com um rebanho efetivo estimado em sete milhões de cabeças, o estado destina 28,3% da produção ao mercado externo.

Fonte: Agrolink