Previsão de chuva derruba soja nos EUA

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quarta-feira (17.07) baixa de 5,50 pontos no contrato de Setembro/19, fechando em US$ 8,8825 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 5,25 e 6,00 pontos.

Os principais contratos futuros tiveram mais uma sessão de perdas no mercado norte-americano de soja, diante da previsão de chuvas para as próximas duas semanas. “As precipitações sobre as principais regiões produtoras dos EUA poderão resultar em benefícios para o desenvolvimento das plantas. Além disso, o mercado ainda tem presente que o USDA surpreendeu com o anúncio de melhoria de 1% sobre as condições boas/excelentes, quando a média dos analistas previa queda deste percentual”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

A ARC Mercosul destaca que o mercado em Chicago ampliou as perdas recentes dos futuros da soja, ao longo das últimas horas de sessão hoje: “Até o fim da manhã, cotações eram mantidas em patamares estáveis, sem nenhuma forte oscilação. Entretanto, as atualizações climáticas do meio-dia (Central Time) trouxeram a ampliação das chuvas oferecidas sobre o norte do Cinturão Agrícola, região esta que tem sido a mais afetada por seca e temperaturas elevadas. A mudança de padrão deverá ocorrer neste fim de semana, quando a chegada de precipitações entre 20-40mm acumulados deverá promover a recuperação dos escassos níveis hídricos dos solos”. 

“A ARC lembra que a qualidade de germinação desta região já foi gravemente afetada com os excessos de chuvas, resultando numa menor população por área neste ano. Porém, o mercado entende que as áreas mais graves são localizadas e que ainda não ameaçam a safra à nível nacional”, concluem os analistas.






Postagem: Marina Carvejani
Autor: Leonardo Gottens
Fonte: Agrolink